Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT


O ex-governador Silval Barbosa (sem partido) voltou a morar em Cuiabá em 1º de fevereiro, após passar uma temporada no interior de São Paulo, em São José do Rio Preto. O retorno já foi comunicado ao juiz Leonardo de Campos Costa e Silva Pitaluga, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá, que já havia autorizado sua mudança para outro estado.  

 

"O meu pedido para mudar com a minha filha era até janeiro. Então retornei e estou aqui trabalhando e ajudando nas empresas da família", disse Silval. Silval tem autorização para trabalhar nas empresas de comunicação de sua família desde que deixou a prisão domiciliar em 2019.  

 

Leia também - Deputado quer proibir fechamento do comércio durante a pandemia

 

Silval é colaborador da justiça desde 2017, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) homologou a delação premiada no âmbito da Operação Ararath da Polícia Federal. Na colaboração, está previsto  a mudança de endereço, seja para outra cidade ou estado.

 

Em dezembro de 2018, o ex-governador, um dos principais delatores premiados em Mato Grosso, conseguiu autorização para cumprir pena na comarca de Matupá (695 km ao norte de Cuiabá), onde possui residência. Silval continua cumprindo ainda as medidas de regime semiaberto, como uso de tornozeleira eletrônica. 

 

O termo de Colaboração premiada firmado pelo ex-governador Silval Barbosa no Supremo Tribunal Federal (STF) prevê 20 anos de reclusão: 3 anos e 6 meses em regime domiciliar diferenciado, com uso de tornozeleira, 2 anos e 6 meses no regime semiaberto, com tornozeleira e recolhimento em casa das 22h às 6h; o restante da pena no regime aberto diferenciado, sem tornozeleira, devendo comparecer mensalmente em juízo.

Por Pablo Rodrigo

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.