Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT



Mais da metade dos deputados federais matogrossenses votaram a favor da manutenção de Daniel Silveira (PSL/RJ). Daniel, que também integra o Congresso Nacional, foi preso na terça-feira (16), por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta sexta-feira (19), a Câmara dos Deputados teve a oportunidade de devolver a liberdade ao parlamentar, mas a maioria esmagadora votou pela prisão

No total foram 64 votos a favor, 130 contra e 3 abstenções. Na bancada de Mato Grosso, todos os deputados votaram. Cinco deles julgaram a prisão justa e três se manifestaram pela soltura de Daniel Silveira. No início da sessão, o parlamentar chegou a pedir desculpas pelo vídeo que o levou para prisão. 

Na gravação, Daniel Silveira defendeu o Ato Institucional nº 5 (AI-5), ato repressivo da ditadura militar em 1968 que chegou a dissolver poderes como o próprio legislativo. Ele também pediu a destituição de ministros do STF. Na decisão que o levou para a cadeia, o ministro Alexandre de Moraes considerou a manifestação como uma afronta à lei de segurança nacional.

O arrependimento de Daniel Silveira, no entanto, não convenceu os deputados Carlos Bezerra (MDB), Juarez Costa (MDB), Neri Geller (PP), Rosa Neide (PT) e Dr. Leonardo (SD).

LEIA MAIS: Deputados por Mato Grosso manifestam apoio a parlamentar preso no Rio de Janeiro

Conforme divulgado, a deputada petista já havia deixado explicíta sua pretensão de votar a favor da prisão e também pela cassação do parlamentar. Já Leonardo, do Solidariedade, havia adotado um discurso mais brando e disse que a medida do STF poderia ter um impacto negativo sobre o combate às fake news. Neri Geller, por sua vez, aguardava parecer da Comissão de Ética. 

No outro extremo, os deputados bolsonaristas José Medeiros (Podemos) e Nelson Barbudo (PSL) mantiveram sua palavra e votaram contra o encarceiramento de Daniel. Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho (PTB), também votou contra a prisão, assim como a maioria dos deputados petebistas.

Da Redação


Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.