Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT


Na reunião que terminou há pouco nesta sexta-feira (12), na residência oficial da Presidência da Câmara, foi discutido o novo auxílio emergencial. Segundo pessoas presentes, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, foi apresentado um valor de no mínimo R$ 250 pela equipe econômica aos presidentes da Câmara e do Senador, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), respectivamente.

 

O valor do auxílio, no entanto, pode chegar a R$ 300 reais. Vai depender do número de parcelas. Se forem três, aumentam as chances do valor ser de R$ 300 reais. Mas, no caso de 4 parcelas, a tendência é de que o benefício seja de R$ 250.

 

Pelo acordo, o Senado vai incluir na PEC do Pacto Federativo e Emergencial uma "cláusula de calamidade" para permitir o pagamento do auxílio sem estourar o teto de gastos. A intenção é voltar a pagar o auxílio em março.

 

Leia também - Bolsonaro 'cria campanha' para fiscalizar impostos de combustíveis

 

Um dos presentes na reunião disse que o clima foi ótimo: "bem diferente do que acontecia na presença do (ex-presidente) Rodrigo Maia".

R7 Notícias

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.