Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Com um gol e três assistências, Gabigol foi o grande destaque do duelo disputado na noite desta quinta-feira (28)

Por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 28 (AFI) - O Flamengo acordou no segundo tempo, derrotou o Grêmio de virada por 4 a 2 na noite desta quinta-feira, assumiu a vice-liderança e ganhou força na briga pelo título do Brasileirão. Liderada por Gabriel, que brilhou com um gol e duas assistências, a equipe rubro-negra foi perfeita na etapa final e definiu o triunfo em Porto Alegre em poucos minutos diante do rival gaúcho, que foi muito dependente de Diego Souza. Artilheiro do futebol brasileiro, ele anotou os dois gols de sua equipe.

O Grêmio chegou ao quinto jogo sem vencer, estacionou nos 51 pontos, na sexta colocação, e deu adeus de vez à luta pela taça. A equipe tricolor se concentra na final da Copa do Brasil diante do Palmeiras. Já o Flamengo ultrapassou o São Paulo e subiu para o segundo lugar, com 58 pontos, quatro a menos que o líder Internacional.

A atuação dos cariocas foi uma das melhores sob o comando de Rogério Ceni e lembrou o time arrasador de 2019 com o português Jorge Jesus. Os gaúchos, por sua vez, foram irregulares dentro da partida e se mostraram muito dependentes de Diego Souza. Jean Pyerre foi muito mal mais uma vez e a defesa não repetiu as boas exibições que a fizeram ser a menos vazada no torneio por vários jogos.

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo do Flamengo foi uma síntese do que tem sido a equipe treinada por Rogério Ceni: um time que tem a bola, troca muitos passes, mas não agride, é apático, passivo, pouco efetivo e comete recorrentes falhas defensivas.

O time rubro-negro até teve mais oportunidades de gol do que o adversário, mas não aproveitou. Gerson parou em Vanderlei, bem como Gabriel, que, depois, criou mais uma chance, mas arrematou para fora de perna direita. Ele e o meia Everton Ribeiro foram os melhores dos cariocas na etapa inicial.

Flamengo vence Grêmio em duelo atrasado da 23ª rodada do Brasileirão
Flamengo vence Grêmio em duelo atrasado da 23ª rodada do Brasileirão

Do outro lado, o Grêmio foi bem na transição ofensiva e contou novamente com o faro de gol do artilheiro Diego Souza. O centroavante recebeu cruzamento de Alisson, se enfiou no meio dos zagueiros e mandou de peixinho para balançar as redes aos 39 minutos.

SEGUNDO TEMPO
No segundo tempo, tudo mudou. O Flamengo acordou, passou a ser mais intenso e agressivo e recorreu ao talento de seus principais jogadores, especialmente o inspiradíssimo Gabriel, que chacoalhou seus companheiros e foi fundamental para a equipe encurralar o rival e virar o jogo em três minutos. Aos 11, o atacante recebeu de Arrascaeta, invadiu a área e rolou para Everton Ribeiro empatar. Aos 14, após boa troca de passes, Gabriel finalizou com muita categoria da entrada da área, no cantinho, e colocou a equipe rubro-negra na frente.

A virada relâmpago deixou os gaúchos abatidos e perdidos e empolgou os cariocas, que criaram outras duas situações de gol para ampliar. Aos 16, com Arrascaeta, e aos 18, com Everton Ribeiro. Foi um prenúncio de que o terceiro gol sairia de qualquer jeito. E ele foi marcado pelo meia uruguaio, aos 20 minutos, após bela trama. Bruno Henrique encontrou Gabriel na lateral. Ele só rolou para Arrascaeta, livre, empurrar para as redes.

A partir da metade do segundo tempo, os visitantes continuaram controlando o jogo e seguiram superiores diante de um anfitrião derrubado, que não mostrava poder de reação, mas conseguiu reduzir a desvantagem novamente com Diego Souza. O experiente centroavante bateu falta com muita curva e enganou o goleiro Hugo Souza. Ele é o maior goleador do futebol brasileiro, com 26 gols. Nos acréscimos ainda deu tempo de Fla marcar mais um com Isla em contra-ataque rápido e sepultar qualquer possibilidade de reação do adversário.


Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.