Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT


Apesar das dificuldades impostas pela pandemia a todos os setores da economia em 2020, a atividade pecuária se mostrou um dos setores que se manteve firme e confiável, como analisa o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso, Oswaldo pereira Ribeiro Jr. ”Apesar de todos os problemas que enfrentamos em 2020, para a pecuária foi um ano muito bom.  Tivemos uma recomposição significativa dos preços dos animais, seja na reposição ou na terminação”.

O pecuarista acrescenta que houve também um aumento significativo do preço dos insumos, o que contribuiu para a redução da margem de lucro. “Devemos lembrar que na pecuária tudo é cíclico: os preços sempre vão oscilar para cima e para baixo, pois a pecuária não é uma atividade especulativa. Os animais vendidos hoje já estavam programados para chegar a este estágio há três, quatro anos.”

Oswaldo Ribeiro aproveita para agradecer aos pecuaristas, que mantiveram o mercado abastecido. “Parabenizamos estes bravos trabalhadores por ajudar o país a enfrentar as dificuldades econômicas; estende as felicitações ao agro como um todo, que enfrentou tais dificuldades com muito trabalho e dedicação”.

Quanto à expectativa para 2021, o presidente da Acrimat é enfático em dizer que 2021 promete repetir muito do que aconteceu em 2020. “Acredito num balanço positivo para o setor como um todo, apesar do preço alto dos insumos, principalmente os grãos, que devem continuar a ser impactados pelo clima e pela demanda externa, que segue muito alta”.

Para a carne, o mercado chinês ainda será o principal balizador, com a demanda se mantendo em alta.  “Contudo, o pecuarista deve ficar atento à abertura de novos mercados”. Já o mercado interno deve apresentar desafios ainda maiores. “A economia deve se mostrar ainda um importante desafio, com sua situação agravada pela pandemia. Outro fator que devemos estar atentos é sobre o auxílio emergencial do governo, que assim que cessar impactará no consumo de forma acentuada”.

Ribeiro destaca que os preços do bezerro e do boi magro devem continuar em níveis relativamente altos, devido à oferta reduzida na reposição. “Mas num balanço geral a expectativa deve ser vista como satisfatória, pois acredito que o produtor continuará fazendo o que sabe fazer melhor: trabalhar”. 

https://acrimat.org.br/portal/acrimat-analisa-balanco-de-2020-e-perspectivas-para-2021/

Da Assessoria


Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.