Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT


 A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores apontou, esta tarde, que a “freada” na produção de veículos causada, no pico da pandemia da Covid, que causou redução de entregas e falta de carros novos nas concessionárias, segue refletindo nos números de emplacamentos em Mato Grosso. De acordo com diretor geral da Fenabrave – regional, Paulo Boscolo, que representa as concessionárias, diante da queda de 2,44% nos emplacamentos de novembro no comparativo com outubro. O fim da demanda reprimida é outro fator que contribuiu para o resultado.

Mês passado, foram comercializados 8.599 veículos entre todos os segmentos (automóvel e comercial leve, caminhão e ônibus, moto, implemento rodoviário e outros), volume abaixo dos 8.814 veículos em outubro. A retração é vista principalmente nos segmentos de motos (8,34%), ônibus (69,57%) e outros (3,67%). Porém, também houve saldos positivos. O segmento de automóveis e comerciais leves apresentou alta de 1,56% e caminhões 15,35%, enquanto implemento rodoviário 4,85%.

No comparativo com o mesmo período do ano passado, houve incremento de 4,59%, frente às 8.222 unidades vendidas. Entretanto, no acumulado do ano, a baixa segue acentuada -18,94%. De janeiro a novembro deste ano, foram emplacados 78.810 veículos ante 97.227 no período no mesmo período do ano passado.

Boscolo afirmou ainda que a performance nas vendas em novembro, comparada a outubro, teve dois fatores e, um deles, é fim da demanda reprimida, pois as concessionárias foram fechadas para atender as medidas de prevenção do Coronavírus e, principalmente, a falta de produto por parte das montadoras.

Redação Só Notícias (foto: divulgação/arquivo)
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.