Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT


Marcelo Camargo/ABr

Técnicos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) iniciaram nesta segunda-feira (30) uma série de inspeções na fábrica da Sinovac Life Science, em Pequim, na China.

 

O objetivo dos trabalhos, que prosseguem até sexta-feira (4), é verificar boas práticas de fabricação da vacina CoronaVac contra covid-19. O imunizante é um dos candidatos para uso no Brasil.

 

 

No primeiro dia de inspeção, a equipe verificou os pontos do Sistema de Gestão da Qualidade Farmacêutica da empresa, como o Gerenciamento de Risco, Gerenciamento de Documentos e Plano Mestre de Validação.

 

"Além disso, foram verificados os requisitos técnicos dos bancos sementes e celulares (partículas virais e células hospedeiras utilizadas na fabricação da vacina), bem como outra parte da equipe dedicou-se à verificação dos requisitos técnicos aplicáveis aos procedimentos de amostragem de matérias-primas, qualificação de fornecedores, sistema de numeração de lotes e qualificação de transporte", resume a Anvisa sobre o primeiro dia da visita.

 

Leia também - Hacker suspeito de invadir site do TSE estava em prisão domiciliar

 

A Sinovac tem um acordo com o Instituto Butantan, em São Paulo, para venda e produção local da CoronaVac. As primeiras doses já chegaram ao Brasil, mas o governo paulista aguarda autorização da Anvisa para poder usá-las.

 

A vacina é testada em voluntários brasileiros desde julho. Cerca de 13 mil pessoas devem ser recrutadas até o fim da fase 3.

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.