Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT


 A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) anunciou que o retorno às aulas presenciais na rede pública estadual ocorrerá em fevereiro de 2021. As escolas estão fechadas desde março por causa da pandemia da covid-19 e os estudantes têm participado de aulas on-line.

 

Segundo o secretário de Educação, Alan Porto, o ano letivo de 2020 será encerrado em 18 de dezembro, de forma não presencial, ou seja, com aulas pela internet e através de apostilas. Por causa dos problemas sofridos em 2020, o próximo ano letivo terá 320 horas a mais para complementar a carga horária que não foi dada este ano.

 

Os alunos terão 600 horas de aulas não presenciais em 2020 e 1.120 horas de estudo nas escolas em 2021. A reabertura das escolas será realizada seguindo os protocolos de biossegurança e o distanciamento recomendado para evitar a transmissão do novo coronavírus.

 

Leia também - MT bate recorde de acidentes de trabalho

 

"Será um ano biênico com ensino contínuo. Vamos trabalhar em um grande processo de recuperação da aprendizagem dos nossos estudantes, sempre respeitando os protocolos de saúde, que não são da educação, são das autoridades sanitárias. Já publicamos um protocolo em conjunto com a Secretaria de Saúde que irá guiar a nossa campanha de informações sobre a volta às aulas", explica o secretário.

 

Por causa da compensação no próximo ano, os alunos não ficarão retidos, o que significa que não haverá reprovações. Isso porque em 2021 haverá um bimestre extra para recuperar esse conteúdo.

 

O retorno das atividades presenciais foi votado no Conselho Estadual de Educação (CEE-MT) e homologado pelo Ministério da Educação, que reiterou que o Estado possui esta prerrogativa de implantar o ano contínuo em situações excepcionais como esta.

 

Entre as medidas de segurança obrigatórias estão termômetro para aferir a temperatura na entrada, disponibilização de álcool em gel e também reforço na limpeza e higienização das salas de aulas.

 

Para evitar aglomerações, as turmas serão reduzidas pela metade, em um revezamento entre ensino presencial e à distância. (Com informações da assessoria)

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.