Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Jorge Luiz Urnau mudou o ritmo de vida após o arrendamento da fazenda onde é gerente. Continuou morando no mesmo local com a esposa Eloísa para cuidar da propriedade e das 10 casas abandonadas, tranquilidade que o levou ao início de depressão. Para ocupar o tempo, o paranaense começou uma nova atividade: confeccionar objetos reaproveitando madeira e aperfeiçoou a técnica fazendo um curso ofertado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com o Sindicato Rural de Alto Taquari.

Em fevereiro deste ano, Jorge participou do curso "confecção de utensílios com resíduos de madeira", no Sindicato Rural de Alto Taquari, o que melhorou ainda mais o desempenho na atividade. "Antes eu mexia, mas não tinha muita experiência e depois do curso aprendi bastante coisa nova".

Dentre os objetos confeccionados estão bancos, prateleiras, cestas e outros. Bonecas e carrinhos também estão no portfólio do trabalhador, mas os brinquedos não são vendidos, mas doados à creche municipal. "Hoje eu faço de 20 a 30 carrinhos e entrego para as crianças".

A fama cresceu tanto que vizinhos e conhecidos doam a madeira para que ele possa dar um novo destino e quando alguma peça fica pronta é vendida a preço de custo. "Geralmente eu só cobro o que gasto com o verniz e a cola".

Atualmente, três famílias moram na mesma propriedade que o gerente, o serviço na fazenda também já foi retomado nos períodos de safra e mesmo assim, Jorge não pretende abrir mão do artesanato. Pelo contrário, aos 55 anos e com previsão de se aposentar nos próximos dois, a atividade futuramente deixará de ser esporádica para ser integral. "Hoje eu trabalho na propriedade, mas depois que me aposentar, a madeira também vai ajudar mais na renda".

Oportunidades - Segundo o instrutor credenciado junto ao Senar-MT, José Alves, a maioria dos participantes realiza o curso para auxiliar nas finanças da casa. "É um público misto com trabalhadores rurais e urbanos que querem aprender algo novo para complementar a renda familiar".

Além do curso de reaproveitamento de madeira, o Senar/MT realiza - em parceira com os sindicatos rurais - diversas capacitações para a comunidade. Após suspensão das atividades devido às medidas de proteção contra a Covid-19, os treinamentos têm sido retomados aos poucos.



Fonte: Assessoria de Imprensa/Senar-MT
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.