Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT


Selma nega saída do Podemos e diz que não apoiará Pivetta devido à aliança com partidos de esquerda

A ex-senadora Selma Arruda (Podemos) negou que esteja de saída do partido para poder apoiar um candidato na campanha suplementar ao Senado. A ex-magistrada também reforçou que por estar fora de qualquer cargo político, poderia se filiar e desfiliar a hora que bem entendesse, mas garantiu que não tem essa pretensão.

A possibilidade de Selma sair do partido teria surgido por conta da resistência dela em apoiar o candidato de seu partido, deputado José Medeiros. "Me desfiliar? Não sei de onde tirem essas histórias. Hoje eu não tenho mandato, e posso me desfiliar e filiar a hora que bem quiser", disse a ex-senadora.

Selma foi cassada do cargo no início do ano por conta de crimes eleitorais e caixa 2 de campanha. Por conta da sua saída, Mato Grosso ficou com uma vaga e por isso abriu a eleição suplementar. Porém, por conta da pandemia não teve a eleição, que seria em abril, e com isso, por força de liminar do STF, o terceiro colocado da última eleição, Carlos Fávaro (PSD) assumiu a vaga. 

Selma é contra a posse interina de Fávaro e o acusa de cometer "canalhisses".  Segundo ela, qualquer candidato mediano seria muito melhor que o ex-vice-governador. 

"Bom, todos sabem os absurdos que aconteceu. Ele não serve nem pra ser senador biônico. Ele vai concorrer, mas duvido que ele ganhe. Qualquer candidato mediano tem condição de ganhar, ele foi vice do governador e depois ficou em terceiro lugar no senado e com as canalhices que ele aprontou e que todos sabem", comentou a ex-magistrada. 

Apoio a Pivetta

Por último, Selma foi questionada sobre quem ela irá apoiar nessa campanha suplementar. Pois muito se cogitava que ela poderia estar com o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT). Mas, Selma nega. 

"Pivetta é meu amigo pessoal, mas eu não vou caminhar com ele pois está coligado com vários partidos esquerda. Convite eu recebo vários, mas estamos analisando. Gostaria de ir com o Pivetta, mas por conta da composição partidária, não irei. Ainda analiso sobre quem posso apoiar. O próprio empresário Reinaldo Moraes (PSC) pode ser meu candidato", concluiu Selma. 

Da Redação - Max Aguiar

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.