Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

O prefeito Ari Lafin (PSDB) confirmou, há pouco, novo decreto revogando documentos anteriores e encerrando o toque de recolher em Sorriso, que estava vigorando entre às 22h até às 5h. Com a alteração os estabelecimentos podem funcionar sem restrição de horários bem como as pessoas. A medida buscava conter aglomerações e aumento no risco de contágio da doença.

Também foi liberado o funcionamento de parques públicos e privados, apresentações de teatro, cinema, casa de shows, festas, feiras, ginásios esportivos e campos de futebol, missas, cultos e celebrações religiosas, além de outros eventos e reuniões.

Quanto as feiras, foi revogada a proibição da participação de menores de 15 anos e idosos acima de 60 anos, diabéticos, hipertensos, com insuficiência renal crônica, com doença respiratória crônica, com doença cardiovascular, com câncer, com doença autoimune ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico, e gestantes e lactantes, além do impedimento do consumo de alimentos e bebidas nos locais.

Ainda consta na definição, no entanto, que permanece vedado o funcionamento dos ginásios pertencentes ao poder público municipal, enquanto continuarem suspensas as atividades esportivas da secretaria de Esportes e Lazer.

Sorriso registra, desde o início da pandemia 4.402 casos confirmados. Destes, 3.225 já estão recuperados, o que representa 73%, houve  67 mortes e chegou a ficar, algumas semanas, na lista dos municípios com maior risco de contágio da doença.  Conforme Só Notícias já informou, ontem desceu para o grau de risco ‘moderado’ de contágio da doença, de acordo com a secretaria estadual de Saúde, com taxa de crescimento de contaminação de 13,57%. Era, até então, o único município de Mato Grosso a ocupar a classificação de ‘alto’ risco.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: Só Notícias/Lucas Torres/arquivo)

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.