Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

 A Polícia Civil prendeu um jovem, de 19 anos, acusado de torturar, agredir e manter uma adolescente, 

de 17 anos, em cárcere privado, numa residência onde moravam, no bairro Cidade Nova, em Guarantã do Norte/MT. Um investigador da Polícia Civil informou, que o crime foi descoberto pela irmã dela durante uma visita.

“Quando chegou na casa, ela percebeu um comportamento estranho. A menor estava com cabelo todo picotado com tesoura, mordidas nas costas, nas pernas e nos braços. Também tinha hematomas nas pernas e no pescoço. O caso foi denunciado e quando chegamos no local, a jovem começou a chorar. A prisão do suspeito foi feita na última segunda-feira”, disse o policial.

Ainda de acordo com o investigador, a menor engravidou do acusado e, por isso, foram morar juntos. “Depois, passou agredi-la, se separaram e ela já estava com uma medida protetiva. Porém, o acusado teria se mostrado arrependido e acabaram reatando o relacionamento. Há cerca de quatro meses, ela passou a ser novamente agredida, torturada e não podia sair de casa sem a presença dele”.

O suspeito foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil e o juiz definirá qual unidade prisional será encaminhado. O jovem deve ser indiciado pelos crimes de tortura, cárcere, agressão e ameaça.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: Só Notícias/arquivo)
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.