Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Delegado Regional de Sinop (500 km de Cuiabá), Douglas Turíbio Schutze, alvo da Operação Insídia, do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, está sendo investigado por corrupção ativa e obstrução, ao tentar subornar policiais para não chegar até o produtor rural, também investigado na ação.

 

Em coletiva de imprensa, os delegados do GCCO, Flávio Stringueta e Frederico Murta, não confirmaram o ato, nem mesmo o nome dos investigados. Segundo eles, os fatos seguem sendo investigados em sigilo. Porém, afirmaram que até o momento, não há nenhum indício da participação do delegado nos homicídios.

 

Mas, conforme apurado pelo , o delegado investigado é o delegado regional de Sinop, Douglas Turíbio Schutze, que intermediou um suborno da Polícia Civil, por meio do produtor rural investigado na operação. A intenção era parar as investigações ou até mesmo fazer com que ela não chegasse até ele.

 

A delegada Juliana Chiquito Palhares está em Sinop e acompanhou os trabalhos. Já o delegado Walfrido Franklin, responsável pelas unidades regionais do interior, também está na cidade para ouvir Douglas. Ele encaminhará um relatório à Corregedoria da Polícia Civil, que decidirá se ele será afastado ou não.

 

Os policiais foram até a casa do delegado, onde o mandado de busca e apreensão foi cumprido. O celular dele foi apreendido, segundo as fontes. Não há mais informações sobre o que foi levado da residência.

 

A operação começou com a investigação do desaparecimento de 6 pessoas na região, que possivelmente estão mortas. Os corpos ainda não foram encontrados, mas um carro com roupas, documentos das pessoas, além de outros objetos pessoas foi encontrado dentro de uma propriedade rural. Havia marcas de sangue no local.

Por Yuri Ramires

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.