Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Rio de Janeiro, RJ, 12 (AFI) – O Fluminense bem que tentou e chegou a jogar melhor do que o Flamengo em boa parte da partida, mas foi derrotado por 2 a 1 no jogo de ida da final do Campeonato Carioca, no Maracanã.
Com o resultado, o Mengão joga pelo empate na partida de volta, que será disputada na próxima quarta-feira, às 21 horas, no mesmo local. Em caso de vitória do Fluminense por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis.
Assim como no jogo da última quarta-feira, o Fluminense conseguiu conter o ímpeto do Flamengo nos primeiros minutos e deu sinal de que iria dificultar a vida do adversário.
No entanto, dessa vez o Flamengo se encontrou na partida após alguns minutos e passou a pressionar o adversário e recuperar a segunda bola.
Depois de alguns minutos rondando a área do goleiro Muriel, o Rubro-Negro abriu o placar aos 27 minutos. Diego deu belo passe para Pedro, que bateu colocado e voltou a marcar contra seu antigo clube.
Clássico no Maracanã foi bem movimentado
Clássico no Maracanã foi bem movimentado
EMPATE DO FLU
Na segunda etapa, o Fluminense tentou responder e passou a adotar postura mais ofensiva, exigindo boas defesas do goleiro Diego Alves.
Primeiro, Dodi arriscou uma bomba de fora da área e o goleiro do Flamengo foi buscar. Depois, Yago Felipe dominou dentro da área, se livrou de um zagueiro, mas bateu em cima do goleiro.
De tanto insistir, o Flu empatou aos 15 minutos com Evanilson. Egídio cruzou da esquerda e o atacante completou de primeira com a perna direita.
BALDE DE ÁGUA FRIA
Mesmo após o gol, o Fluminense seguiu superior, mas justamente no melhor momento do Tricolor, aos 28 minutos, o Flamengo respondeu com um contra-ataque letal. Gabigol ganhou de Egídio na corrida e deixou Michael na cara do gol, sozinho só com o trabalho de empurrar para as redes.
CARTÃO VERMELHO NO FIMJá no final do jogo, Gabigol ainda encontrou tempo para ser expulso. O técnico Jorge Jesus iria sacar Rodrigo Caio para a entrada de Léo Pereira, mas mudou a substituição para tirar Gabigol. Em meio a indefinição, o árbitro entendeu que o atacante estava fazendo cera para não sair e aplicou o segundo cartão amarelo.
Por Futebol Interior

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.