Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

O governador Mauro Mendes (DEM) prorrogou até o dia 30 de setembro o decreto que estabelece estado de calamidade na administração estadual. A medida considerou o agravamento da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) e de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave no Estado. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado que circulou hoje, com efeito retroativo do último domingo,
“Ainda não há previsão de quando a pandemia vai desacelerar em Mato Grosso e no Brasil. Por isso, estamos prorrogando o estado de calamidade para que possamos continuar a tomar todas as providências necessárias e, assim, frear o avanço do coronavírus e resguardar a vida e a saúde da população”, afirmou o governador através da assessoria.
Com o decreto,  governo fica dispensado de atingir os resultados fiscais e a limitação de empenho, o que autoriza o Estado a fazer despesas que não haviam sido previstas no orçamento, para conter a transmissão do vírus e oferecer os cuidados de saúde necessários.
O documento poderá ser prorrogado novamente, ou mesmo antecipado, dependendo da necessidade, uma vez que leva em consideração os impactos socioeconômicos e financeiros causados pela pandemia.
Conforme Só Notícias já informou, até ontem à noite, a secretaria estadual de Saúde apontava em boletim que subiu para 250 o número de mortes em Mato Grosso. São 6.877 casos confirmados da doença. Destes, 3.916 estão em isolamento domiciliar e 2.401 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 180 internações em UTI e 184 em enfermaria.
Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.