Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

O parlamentar visitou o Comando Regional para conhecer as ações desenvolvidas e verificar as principais demandas da instituição
image
Para conhecer a atuação do 4° Comando Regional do Corpo de Bombeiros (CRBM) de Barra do Garças (MT), o deputado estadual e presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Delegado Claudinei (PSL), se reuniu com o tenente-coronel Willckerson Adriano Cavalcante na sede da Companhia.

A corporação atende a região leste de Mato Grosso que abrange 28 municípios mato-grossenses, em que envolve também a atuação da 1° e 4° Companhia Independente de Bombeiros Militar (CIBM)  instaladas, respectivamente, em Barra do Garças e Nova Xavantina (MT), e um núcleo que desempenha as atividades somente para a cidade de Confresa (MT).

“Um detalhe que Confresa só tem como abrangência, o próprio município. Nova Xavantina acaba ficando com um território imenso, embora não muito populoso, é uma área bastante extensa. A quantidade de municípios é pequena, mas a população é maior. Temos atendido cerca de cinco mil ocorrências por ano, o 4° Comando Regional”, explica o tenente-coronel que possui 30 anos de prestação de serviço na instituição.

Município Vizinho

Devido o município de Barra do Garças fazer divisa com Aragarças, pertencente ao estado de Goiás, Willckerson conta que mesmo com convênio expirado entre as Secretarias de Segurança dos estados de Mato Grosso e Goiás, se mantém ativos em atender ocorrências de urgências no município vizinho, já que os bombeiros militar tem o dever de garantir a integridade física e não omitir na prestação de socorro.

“Ainda temos a característica de atender situações de emergências em Aragarças. Inicialmente, em 2012, foi firmado um convênio entre as Secretarias de Mato Grosso e Goiás, para que a gente pudesse fazer este serviço. Ocorre que a vigência é de cinco anos e expirou em 2017. A gente já solicitou para rever este convênio”, explica Cavalcante. 

Queimadas

Em relação as queimadas, o tenente-coronel diz que foi realizado um Plano de Operações da Temporada de Combate de Incêndios Florestais de 2020. “Nós temos algumas estratégias. Os municípios que não possui bombeiros, temos brigadas municipais mistas, em que a gente manda um bombeiro para lá, a prefeitura contrata alguns brigadistas, a gente faz formação e atuação no treinamento”, salienta Cavalcante.

Uma das dificuldades encontradas para a realização dos treinamentos é a falta de manifestação de interesse por parte de alguns municípios, conforme explica o tenente-coronel, que acrescenta que a gestão municipal de Canarana foi uma que mostrou interesse. “Um exemplo é a cidade de São Félix do Araguaia que é considerado o terceiro município que mais ocorrem queimadas. Está bem vulnerável. Tínhamos interesse em formar os brigadistas, mas não houve manifestação de interesse, apesar que temos brigadas descentralizadas que são itinerantes que se deslocam para as regiões vulneráveis”, lamenta.

Falta de efetivo

Na oportunidade, Cavalcante expôs ao deputado Claudinei a necessidade de reforço de pessoal para atender o núcleo de Confresa e a Companhia de Nova Xavantina. “É preciso reforço em Confresa, com relação ao efetivo. Foi feito há dois anos, um Termo de Cooperação Técnica que estava previsto colocar 12 bombeiros e a prefeitura municipal contrataria dez agentes comunitários de defesa civil para poder auxiliar a corporação. Agora, contamos só com dez bombeiros, por conta dos afastamentos seja por férias ou licença médica. Se a prefeitura cumprisse o termo, ficaria mais fácil”, preocupa. 

Ele expõe que Nova Xavantina também passa por dificuldades no efetivo de pessoal. “Tínhamos 36 bombeiros, hoje temos 27. O efetivo diminuiu em 30%. Essa cidade conta com uma área grande. São muitas ações que a gente tem que fazer, como a fiscalização em postos de gasolina, setores empresariais, entre outras ações preventivas para justamente amenizar a situação dos bombeiros que, consequentemente, não vai precisar dele a todo o momento”, esclarece Willckerson.

Diante da situação exposta, Delegado Claudinei se comprometeu a fazer a devida articulação junto a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) como o reforço de servidores para Confresa e Nova Xavantina, como, também, verificar a possiblidade da disponibilização na aquisição de equipamentos, embarcações e veículos que proporcionem maior eficiência na prevenção e salvamento aquático - já que a região do Araguaia é um atrativo turístico e conta com as temporadas de praia.

Este encontro realizado pelo parlamentar faz parte de ações da Comissão de Segurança Pública e Comunitária em fazer o levantamento dos trabalhos desenvolvidos e as principais demandas das instituições de segurança pública, principalmente dos polos regionais que pertencem a Região Integrada de Segurança Pública (Risp). 

Por Samantha dos Anjos – Assessoria de Imprensa 

Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.