Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Apesar de toda a paralisação no futebol de Mato Grosso por conta do coronavírus, os bastidores da modalidade estão agitados. O principal assunto comentado entre dirigentes de clubes é uma possível antecipação da eleição para a presidência da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) para para o mês de novembro.
A atual diretoria, eleita em março de 2017, é comandada por Aron Dresch, ex-presidente do Cuiabá Esporte Clube. O atual mandato encerrará em maio de 2021. Antes deste prazo, pelo Estatuto da entidade, terá que ocorrer a eleição para o próiximo quadriênio 2021-2025. Dresch tem a prerrogativa de antecipar a eleição.
Pelo menos três presidentes de clubes sob o anonimato confirmaram que Aron cogita essa possibilidade de antecipar o pleito, que pode atrair vários pré-candidatos. O vice-presidente do União de Rondonópolis, advogado Reidner Souza, garante que disputará o cargo. O médico Márcio Alencar também não descarta entrar na disputa pela presidência. O ex-presidente, o empresário João Carlos Oliveira, também ensaia tentar novamente a sua recondução ao cargo.
O atual presidente confirmou que tentará a reeleição, já que um possível segundo mandato seria para colocar em prática vários projetos para evolução do futebol profissional de Mato Grosso. Segundo Aron Dresch, este primeiro mandato foi voltado para “arrumar a casa”, inclusive, com direito a uma varredura ao longo mandato do falecido Carlos Orione.
A Gazeta (foto: assessoria/arquivo)
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.