Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

A Câmara Federal Câmara afirma que o sistema ‘nunca apresentou qualquer falha de funcionamento contundente’.
bancada_mt
Nenhum dos oitos deputados de Mato Grosso – Nelson Barbudo (PSL), José Medeiros (Podemos), Carlos Bezerra (MDB), Neri Geller (PP), Juarez Costa (MDB), Emanuelzinho (PTB), Rosa Neide (PT) e Doutor Leonardo (Solidariedade) não participaram de todas as 64 votações nominais realizadas pela Câmara Federal durante a pandemia do coronavirus. Com uma bancada pequena, Mato Grosso merecia mais atenção destes parlamentares nas votações em sessões que estão sendo realizadas. Levantamento feito pelo G1 apenas 13 parlamentares federais estiveram presentes em todas as sessões. E curioso é que todos são ligados ao presidente Jair Bolsonaro. Os mato-grossenses, que com exceção de Rosa Neide (PT) votam sempre em favor dos projetos presidenciais, não acompanharam os companheiros da força tarefa de Bolsonaro.
E nestas 64 sessões, nenhum dos deputados mato-grossenses precisava se deslocar à Brasília para as votações, o que está sendo difícil com a pandemia do coronavírus. A Câmara Federal adotou o esquema de votações online, ou seja cada dum dos oitos parlamentares carregam o plenário no bolso, isto é contam com seus celulares, que podem ser utilizados onde estiverem para participarem das sessões convocadas pela mesa diretora da Casa.
E não adianta os deputados reclamarem que falhas ou quedas nas conduções dos trabalhos. A Câmara Federal Câmara afirma que o sistema ‘nunca apresentou qualquer falha de funcionamento contundente’. Especialista afirma que, com ‘plenário no bolso’, há poucos motivos para não votar. Portanto, não pode reclamar da internet.
Mesmo com sessões feitas pela internet, apenas 13 deputados participaram de todas as votações nominais da Câmara dos Deputados durante a pandemia do novo coronavírus, mostra levantamento feito pelo G1. Isso significa, portanto, que 97,5% dos 513 deputados federais faltaram a pelo menos uma votação remota durante a quarentena.
Durante esse período, foram votadas várias proposições relacionadas à pandemia do novo coronavírus, como a PEC do Orçamento de Guerra e o projeto de ajuda financeira a estados e municípios.
A maior parte dos mais assíduos pertence à base do governo. Veja abaixo, em ordem alfabética, a lista dos 13 deputados que participaram de todas as 64 votações: Bia Kicis (PSL-DF), Bibo Nunes (PSL-RS), Cacá Leão (PP-BA), Camilo Capiberibe (PSB-AP),Daniel Freitas (PSL-SC), Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), Gervásio Maia (PSB-PB), Hélio Lopes (PSL-RJ), Maria Rosas (Republicanos-SP), Nereu Crispim (PSL-RS), Roberto Alves (Republicanos-SP), Samuel Moreira (PSDB-SP), Sergio Toledo (PL-AL),
O número de deputados mato-grossenses 100% votantes foi, inclusive, menor que no mesmo período de 2019, quando a participação era presencial em Brasília. O número de votações, no entanto, também foi menor. De 25 de março a 25 de maio de 2019, 31 deputados participaram de todas as 33 votações nominais realizadas no plenário da Câmara.
Por Esportes & Notícias
Marcadores:

Postar um comentário

  1. Pena que o salário está em dia. Sem desconto e só mordomias. O vidão.

    ResponderExcluir

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.