Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Presente de grego, o governador Mauro Mendes (Dem) anunciou um decreto na última segunda-feira (13/04) que autorizou a suspensão do desconto dos empréstimos consignados na folha salarial dos servidores públicos estaduais, pelo prazo de 90 dias.

Se você é uma das pessoas que pretende pedir a suspensão do pagamento, fiquem atentos não haverá fôlego financeiro.

De acordo com o decreto no parágrafo único, as parcelas serão acrescidas no final, aquelas parcelas que não foram pagas agora poderão custar caro no bolso.

O deputado Elizeu Nascimento (DC) apresentou um projeto de Lei (PL) que tem o objetivo validar a situação de emergência no Estado de Mato Grosso em decorrência da epidemia do coronavírus (COVID-19), sabendo-se também que grande parte da população incluídos na presente lei trabalham no limite financeiro de seus ganhos, sem reservas que possibilitem passar por esta crise de forma sustentável, entendemos que gerar uma folga no pagamento das dívidas contribuirá para reduzir o impacto na saúde financeira destes.

No texto da PL do deputado no parágrafo único está assim: Não será considerado inadimplemento de obrigações de pagamento, nem serão cobradas multas, taxas, juros ou demais encargos operacionais e financeiros incidentes sobre as obrigações.

Deputado estadual teceu críticas em uma live feita na sua rede social. "Esse é um decreto da vergonha se o governo quer fazer alguma coisa que faça de maneira correta não assediando o servidor público a pagar mais juros, meus amigos servidores públicos fiquem atentos a essa suspensão, salientou o parlamentar.
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.