Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

A estagiária do Conselho Regional de Economia de Mato Grosso (Corecon-MT), Pâmella Cristina Oliveira Melo, de 21 anos, irá vivenciar novos desafios profissionais e culturais nos próximos 12 meses, em Budapeste, na Hungria. Ela foi aprovada em um programa de intercâmbio, cujo foco é a liderança em ambientes profissionais e corporativos. “Sempre sonhei em estudar fora, trabalhar, adquirir novas experiências em outro país. Aos 11 anos comecei a estudar inglês. Este é um momento muito importante pra mim e estou muito feliz”, conta. 
Pâmella é estudante do 8º. Semestre do curso de Economia na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Depois de cadastrar o currículo no site do AIESEC – que faz a intermediação entre os estudantes e empresas – a futura economista foi selecionada para uma série de entrevistas. “Entraram em contato comigo três dias depois de me inscrever à vaga. Passei por quatro entrevistas, todas em inglês. O Corecon-MT forneceu a sala para essas entrevistas e eu sou muito grata por todo o apoio”, destaca.
O presidente do Corecon-MT, Evaldo Silva, considera a oportunidade um importante passo para a vida pessoal e profissional da jovem estudante. “É sempre um prazer acompanhar e apoiar pessoas visionárias e determinadas. A Pâmella é um exemplo de que os futuros economistas podem conquistar muito, vale a pena sonhar e se qualificar. O Conselho estará sempre de portas abertas, acolhendo e incentivando, não só os profissionais, mas também os estudantes”, disse.
O resultado do processo seletivo foi anunciado no início de fevereiro. A jovem deve se apresentar à empresa, em Budapeste, na Hungria, no dia 1 de abril. Como tudo aconteceu de repente, ela busca apoio financeiro.
“Vou precisar de ajuda nesse momento com os custos da viagem, até que eu receba o meu primeiro salário. Além da passagem e alimentação, tenho que alugar um local pra morar – lá eles cobram o primeiro aluguel e o depósito de outros dois meses. Sei que vou encontrar muitos desafios e o financeiro é um deles. Meus pais não têm condições de ajudar e tenho pouco tempo pra juntar esse dinheiro”, diz a jovem estudante, que espera arrecadar R$ 10 mil em uma “vaquinha virtual”. 
A futura economista criou uma página na internet para quem puder contribuir com algum valor.
Pâmella também está vendendo uma Rifa no valor de R$ 10. Os prêmios são: uma grelha 3 em 1, uma cesta de cosméticos e uma cesta de chocolate.
Fonte: Andressa Boa Sorte/Assessoria Corecon-MT.
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.