Publicidade 1

Estado compra R$ 325 mil de viagra para tratamento de várias doenças

Arquivo A Secretaria de Estado de Saúde (Ses) realizou a compra de R$ 325,9 mil em remédios para disfunção erétil, popularmente conhecido como Viagra. A aquisição através de dispensa de licitação foi publicada nesta quarta-feira (30) em Diário Oficial do Estado.  

De acordo com a Secretaria, a compra foi realizada para "tratamento específico de pessoas diagnosticadas com hipertensão arterial pulmonar e esclerose sistêmica – doenças consideradas graves e que podem levar a óbito".   

Leia também - Mesmo ‘louco para falar’, não há prazo para ouvir Taques

"Diante dessas informações, a SES-MT esclarece que o medicamento fornecido pelo Estado não é destinado ao tratamento de disfunção erétil", diz trecho da nota.   

Ainda de acordo com a pasta, em 2018 foram investidos R$ 207 mil na compra desta substância, "sendo fundamental a aquisição do componente para o atendimento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)". 

"É importante destacar que este medicamento foi incorporado pelo Ministério da Saúde, porém, ainda não houve a sua distribuição aos estados, fator que levou a gestão estadual a adquirir a referida substância, visando ao atendimento da população mato-grossense", finaliza a nota.     

A disfunção erétil pode ser sinal de uma doença física ou psicológica e atinge principalmente homens acima dos 60 anos. Ela pode causar estresse, tensão no relacionamento e baixa autoconfiança. O principal sintoma é a incapacidade de um homem de ter ou manter uma ereção firme o suficiente para a relação sexual.  

Pinto Feliz   
Em 2013, o vereador de Cuiabá Mário Nadaf (PV) apresentou um projeto de lei que previa a gratuidade de medicamentos para tratamento de impotência sexual na capital, distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).  O projeto ganhou repercussão e ficou batizado de "Pinto Feliz".  

Na justificativa, o vereador alegava que a distribuição de viagras aumentaria a qualidade de vida dos idosos, e a compra do medicamento irregularmente, sem acompanhamento médico. Porém, o projeto foi arquivado pela Câmara Municipal  

Nota de esclarecimento da Secretaria de Estado de Saúde


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da secretaria adjunta de Unidades Especializadas, informa que a substância citada tem como princípio ativo a sildenafila e é destinada ao tratamento específico de pessoas diagnosticadas com hipertensão arterial pulmonar e esclerose sistêmica – doenças consideradas graves e que podem levar a óbito. Portanto, diante dessas informações, a SES-MT esclarece que o medicamento fornecido pelo Estado não é destinado ao tratamento de disfunção erétil.

Dados apontam que, apenas em 2018, a SES-MT investiu R$ 207 mil na compra desta substância; sendo fundamental a aquisição do componente para o atendimento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que necessitam. O medicamento foi incorporado pelo Ministério da Saúde, porém ainda não houve a sua distribuição, fator que levou a gestão estadual a adquirir a referida substância.
Por Pablo Rodrigo
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!