Publicidade 1

CARTA ABERTA AO PAPA FRANCISCO - VATICANO


                                                                                                               *Antônio Benito Signor.

Ficamos  imensamente feliz com sua posse papal, pela sua inteligência, simpatia e humildade na certeza de dias melhores.
Moro na Amazônia a mais de três décadas, com muito orgulho sou gaúcho descendente de italiano e alemão. 
Baseado no movimento em que o Vaticano promete fazer junto as ONGs no mês de Outubro deste ano de 2019, em protesto sobre o desmatamento da Amazônia, nós católicos que aqui moramos a décadas, com todo o respeito, consideramos uma afronta o que o Vaticano está nos fazendo,
A Amazônia foi habitada a convite do governo federal com duas celebres frases: Que venham os homens sem terras do Brasil, ocuparem as terras sem donos da Amazônia. Na outra frase dizia: "Vamos integrar, para não entregar".  Portanto não somos invasores nem destruidores da natureza e sim, heróis anônimos, pois graças a nós é que a soberania da Amazônia é brasileira e que ajudamos  matar a fome da humanidade.
Muitos levaram meses para chegar em suas terras, aonde alguns nem chegaram, morriam na viagem por doenças tropicais e desastres e eram enterrados em covas rasas, na beira da estrada enrolados em lençóis e ai seguia pais sem filhos, outras vezes, filhos sem pais.  Ao ocuparem as terras, tinham de abrir estradas a mão, fazendo bueiros e pontes erguendo igrejas, escolas de pau a pique cobertos de lonas preta, com classes e banco para alunos, feitos de motosserras. E as benévolas prometidas não vieram, mas sim os rigores das leis, aonde muitas crianças perderam a infância a juventude, a fé e a esperança de dias melhores que para muitos nem chegaram.
Papa Francisco, para o senhor ter uma noção, a Amazônia detém a exorbitância de  61% do território brasileiro. Só o município de Altamira no estado do Pará, ao se entrar no extremo sul do município, para chegarmos na sede do município, tem que se viajar mil e duzentos quilômetros e outro tanto para voltar pra casa.
Muitos Pais de famílias adquiriram uma certa quantidade de terra, que a lei permitia, para que os filhos ao crescerem e independentes, tivessem as suas próprias lavouras e o governo proibiu as derrubadas.  Como o governo nunca libera e tendo filhos para sustentarem, alguns vão e derrubam a mata e fazem suas lavouras. Ai se pergunta, vão morrer de fome em baixo de uma frondosa arvore?  Não são criminosos. São sim, pais heróis.
No próximo ano faço 80 anos e nunca me passou na cabeça, ao ver na mídia dizendo que existe milhões de pessoas no mundo, entre os que passam fome e outros mal se alimentam esperando morrer de fome precisando comer. Vemos campanhas milionárias, contra a aberturas de plantações em terras agricultáveis, na Amazônia ou seja aonde for. Não esqueça Papa Francisco, a "Lavoura é uma parceria entre Deus e o homem" e o povo morrendo de fome. Nossas terras são altamente produtivas se alguém planta é porque alguém come e num preço barato.
O mais triste de tudo, Papa Francisco é que as queimadas e derrubadas na Amazônia é apenas um argumento de certos países, com suas ONGs que estão a serviço das multinacionais do capitalismo selvagem, aqui chamadas de máfias verdes que trabalham nas hipóteses:  1º Pela concorrência de grãos aonde o Brasil esta crescendo na disputa comercial, o 2º argumento é que temos  um incalculável  potencial mineral na Amazônia, se tratando de trilhões  de dólares, 3º na biodiversidade  e ai temem a concorrência e quase todos estão de olho em nossas riquezas.  Se Deus colocou toda esta riqueza na Amazônia é para ser tecnicamente explorável, juntamente com as áreas com vocação agrícolas. Os Santuários Ecológicos, são religiosamente respeitados. Como também índios,  brancos e religiões andam todos de mãos dadas, dando  daqui um exemplo para o mundo.
As leis ambientais chegam ao extremo do ridículo, o município de Biritiba-Mirim-SP tem 89% de sua área comprometida com o ambiientalismo, Pro Macaco e 11% para o ser humano. Com o cemitério do século l8 transbordando de defuntos  e como os órgãos ambientais não autorizavam a prefeitura a construir um novo, por questões ambientais. O prefeito baixou uma lei " É proibido morrer em nosso município", Ai envergonhados resolveram a autorizar a construção.
O IBAMA órgão responsável pela fiscalização ambiental, quando ele multa  um caboclo na Amazônia, a multa é equivalente a duas ou três vezes o valor do patrimônio, aí, o proprietário da terra olha a multa, tem vontade de chorar, dai a pouco da uma baita risada, rasga a multa e derruba o resto da mata e ai vende por um bom preço, pega aquele dinheiro, compra outra área e derruba tudo e vai vivendo de derrubadas, pois não tem mais o que perder esta sem CPF.
Papa Francisco, como  todos nós sabemos, 80% do oxigênio no mundo vem dos oceanos, represas e rios. Depois vem dos campos repletos de pastagens e plantações de cereais, a mata vem em último lugar e a mata amazônica por sua idade, não cresce mais são chamadas aqui de mortas vivas, pois não expelem mais oxigênio (e abafam as menores que estão por baixo) e o miolo destas arvores gigantes estão ocas comidas pelos cupins, esperando seu fim, pois tudo tem começo, meio e fim. 
No mar por exemplo se vê kilometros e kilometros de plásticos de todas as espécie matando os animais marinhos e ninguém move um dedo para salvarmos nossa maior fonte de oxigênio. Aí também se pergunta, Cadê as tais ONGs ambientalistas e nem o Vaticano, quando se deu o maior desastre marítimo do mundo, no mar Do México não se viu nenhuma ONG lá.  A mesma coisa se deu aqui no Brasil com o desastre de Brumadinho com o rompimento da barragem que matou mais de duzentas pessoas.
Portanto, Papa Francisco já deu pra ver que se trata de uma disputa política  comercial, esta perseguição sistemática encima da Amazônia. Aqui nós perguntamos, a quem interessa estas queimadas criminosas, sem pé e sem cabeça? Nós mesmo, somos taxativamente contra. Dizem que são pessoas de moto de andam vagando pela Amazônia e existem suspeitas que são próprias ONGs, só que não existem provas. XXX
Estimam que existe na Amazônia, aproximadamente 100 mil ONGs. Aí se pergunta o que fazem? Dizem que mandam milhões de dólares e não se vê uma árvore que tivessem plantado. Aí se pergunta, o que fazem tais ONGs com esta dinheirama toda. Daria para termos  inúmeras patrulhas antifogo, em pontos estratégicos para agirem no início da queimada, como milhares de abafadores. Estão aparecendo imagens na mídia, fogos na Amazônia que ocorreram anos atrás, como se fosse  atual , para difamarem o povo e o governo atual, honesto, isto tudo no ano que o vaticano faz o sínodo . É tudo armação para nos incriminar.
Existe um fenômeno com os radares que detectam fogos na Amazônia, pois ele acusa não pelas chamas e sim pelas calorias e por ela (Amazônia) ser muito quente e conter muitas pedras expostas ao sol, minérios e barracões de zinco, quando se aproxima do meio dia (sol a pique), os radares disparam marcando incêndios não existentes, mas servem para alardearem como incêndios.  
Papa Francisco vamos agora falar no maior golpe de mundo,  o aquecimento global, que começou com O BURACO NEGRO DE OZONIO, (numa disputa comercial), onde assustavam a população que até as futuras gerações corriam o risco de nascerem deformada, assustaram o mundo. A farsa durou pouco, ai inventaram o tal de AQUECIMENTO GLOBAL, os pólos derretendo, os oceanos subindo, o mar esquentando, o mundo queimando e a farsa foi vergonhosamente descoberta. Aí, como uma empresa  que vai a falência, trocam de nome, aí surgiu, AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS. Tudo isto, tem um endereço certo, que são as incalculáveis riquezas da Amazônia.
Sempre desprendeu as geleiras dos pólos, tanto é que o Titanic afundou em 1912 por quebras das geleiras que derretem num lado e migram para o outro local que sobem. Naquela época nem se fava em Amazônia.
Se houvesse algum perigo do mar subir os árabes não construiriam, em Dubai no   Qatar praticamente a nível do mar, o mais alto edifício do mundo juntamente coma cidade.
Vamos falar da biodiversidade que nos esta sendo "roubada" tive oportunidade de visitar a anos atrás juntamente com o então governador de meu estado de Mato Grosso Blairo Magi a Reserva Indígenas Do Xíngu, aonde fomos muito bem recebidos. conheci na ocasião, uma linda e simpática jovem francesa, discretamente bem trajada que falava com nós, num português  misturado com o espanhol, com uma leve tatuagem indígena num braço que me dizia estar passeando na reserva (dava para ver em seu semblante que era altamente estudada). No mesmo momento estava uma caminhonete com placa de Brasília, instalando uma torre com um sofisticado sistema de comunicação via satélite. Dias depois, me encontrei com um Professor Índio, que me contava que as ONGs vão nas aldeias, fazem amizade com os índios, a exemplo, perguntam que xá vocês fazem quando estão com dor no estômago, os índios gentil e inocentemente mostravam as árvores, a qual as ONGs, através dos seus elementos fotografavam as mesmas, pegavam parte da raiz, caule e folhas embalavam codificavam e mandavam pra seus países de origem, para estudarem as propriedades medicinais ou industriais das árvores para patentear as descobertas. Em resumo, estão roubando nossa biodiversidade. Estima-se que tenha cem mil ONGs na Amazônia fazendo este tipo de descobertas, incluindo minérios e águas minerais e termas.  Segundo se via na internet pirateavam até sangue indígena.      
A anos atrás foi detido pela polícia um cidadão, que acuado se identificou como funcionário da ONU. Estava clandestinamente numa reserva indígena, encima da considerada maior mina de diamante do mundo. Nem o escritório ONU no Brasil foi avisada da vinda dele para o Brasil.
Recentemente foi descoberto no Brasil uma nova qualidade de grafite que devera revolucionar a tecnologia no mundo é trezentas vezes mais resistente que o aço. Não vou dar detalhes, para não me alongar, mas resumindo sua exploração econômica dara ao Brasil ao longo de dez anos, o expressivo valor de quatro trilhões de reais. Como sempre aonde ha riqueza no Brasil ha interferência das ONGs máfias verdes a serviço do capitalismo selvagem, trouxeram importado do Uruguai 57 índios e alojaram em cima da área  do grafite para criarem uma reserva indígena para inviabilizar a exploração do mesmo.
Agora meu amigo Papa Francisco, com este Sínodo Da Amazônia há muita indignação dos católicos e não católicos que dizem, porque o sínodo não trata da pedofelia, do machismo em que as mulheres que são muito menos pecadores, não podem ser Sacerdote,  a questão do celibato. Seria cômico se só os Padres da Amazônia forem autorizarem a casar. O que tem a Amazônia de diferente? Interrogam também  o porque, o Vaticano não fazem o Sínodo da fome ? Da perseguição e mortandade de católicos no continente africano? No sofrimento dos católicos na Venezuela? O porque, não acabarem com os  confessionários nas igrejas, pois são eles o pivô da pedofilia e outros absurdos ?.  
São tão rigorosas as leis na Amazônia que, um senhor bem conceituado descobriu, que um determinado motorista roubara dele diversas arvores em sua terra em toras e vendera. Ao abrir a queixa na delegacia, foi aconselhado a não denunciar, pois quem ia pra cadeia era a própria vítima, pois ele é considerado pela lei, fiel depositário da mata remanescente em sua área de terra.
A lei na Amazônia manda que os proprietários só podem abrir 20% da área, a exemplo:  a pessoa tem mil alqueires que a lei permite, obriga a deixar a exorbitância de 800 alqueires de pé, com a obrigação de cuidar da mata contra invasão, fogo, roubo de madeira, plantação de drogas. Ninguém aceita tal absurdos e estas  áreas são chamadas "terras de ninguém". Se o governo não mudar a lei, deixar o povo trabalhar, sem sombras de dúvidas, a Amazônia a médio prazo, será a maior produtora de narcótico do mundo,
No passado havia uma conversa, que organizações fariam um fundo internacionais e iam pagar como "reserva de carbono", um valor X por alqueire de mata o por hectare. Foi só conversa fiada, só iludira as donos das matas.
Olha o golpe gravíssimo, as ONGs máfias verdes, vem a anos enterrando por GPS panelas, pratos, machadinhas, cacos de quaisquer artigo indígenas em pontos estratégicos para criarem ou ampliarem reservas  indígenas.  No caso levam até a imprensa e vão abrindo buracos aleatoriamente, e de repente pelas coordenadas abrem aonde enterraram os cacos e provam que ali foi habitado por índios. Não esqueçamos também que muitos índios eram nômades, por isto existe casos isolados.
 Ainda em 2010, a conceituada revista VEJA edição 2163, de 05/05/10, trás um retrato parcial destes absurdos, que querem criar no Brasil, mais 334 reservas ambientais, 232 indígenas e 948 quilombolas, totalizando 1.514 num verdadeiro absurdo, o que deixará milhares e milhares de católicos,  na mais pura miséria. Aí se pergunta, quem é estas ONGs, para lotear o Brasil com a bênção de leis que precisam serem mudadas com urgência.
.Em Cascavel no estado do Paraná, na década de 1980 tinha uma ONGs que pagava um preço X por hectare para o sojicultor não plantar soja, para não haver concorrência com certos países e quando viram que os brasileiros da Amazônia, começaram com a lavoura de soja na Amazônia, ficaram doidos encheram, a mesma de ONGs, complicando nossos trabalhos.
As entidades católicas que dizem trabalharem pros Indígenas, mas nunca vi imagens de um batizado índio, como nem uma crisma, missa ou comungando estão ai a desserviços aos católicos, tanto é que, numa reunião pro construção da Hidrelétrica de Belo Monte no estado do Pará, nossos irmãos índios foram induzidos a ir na reunião  armados de facão, onde por pouco um palestrante não foi degolado por uma indígena na maior das humilhações pros católicos. Para  maior decepção a polícia foi saber no comércio, quem havia comprado os facões foi um Bispo. Se não bastasse outro Bispo liderou a expansão de uma reserva indígena no Mato Grosso em dezembro de 2012, no lindo distrito do Posto Da Mata, demoliram 98 comércios  6 igrejas 2.400 residências os agricultores haviam sidos assentados pelo  governo do estado. Jogaram os próprios católicos no inferno da vida, foram jogadas a beira da estrada em barracos de lonas, teve quem se suicidou, entre eles um casal de noivos, vendo tudo perdido, ele matou a noiva se suicidou. Outros foram para psiquiatras e hoje só Deus sabe como estão. Todas estas desgraças, só podem ser a serviços das ONGs máfias verdes a serviço do capitalismo selvagem.  Isto tudo acontece no maior país católico do mundo, com as bênção dos mandantes da igreja católica. Isto não é banditismo?
Aqui na Amazônia estamos num dos maiores assentamento de reforma agrária do Brasil feito pelos Militares, muito bem planejado, com casas a cada 6 KM uma escola e Igreja. Cooperativa financiamentos, hospital com o comando de irmãs católicas. A uns 15 anos atrás, conversando com um dos poucos assentados que restavam, perguntei quanto por cento dos assentados permaneciam nas glebas, ele estimou em 5% o restante venderam foram embora, foi um dos melhores assentamentos do Brasil, no entanto não deu certo.  Se a pessoa não tem vocação para a terra, não adianta insistir. Só querem terra para vender.
Aproveitando a oportunidade, devo dizer que ficamos abismados também com a carta que o senhor mandou para o Lula, um individuo  condenado em segunda instância, por desvio de dinheiro público e morrendo gente em filas de hospitais por falta de remédios. Vi a declaração de um médico de Brasília, na era PT, dizendo  que ele chorava vendo os pacientes se retorcendo de dor e não tinha seque, analgésicos pra dar. A sua atitude foi contrária a dos católicos, que ate rezávamos para que a justiça fosse feita pela corja de ladrões, que tínhamos no poder e nos livramos, com um novo e honesto governo.
Outra questão que esta na contramão é o Vaticano não convidar nosso presidente Bolsonaro, para o Sínodo, pois vai haver só gente do mundo inteiro nos acusando, sem termos o sagrado direito de defesa nas justificativa. Tratam de reverterem este caso, pois o Aquecimento global é o maior golpe do mundo,  hoje mudanças climáticas. Para seu controle, faz dias que estou escrevendo esta carta e neste meio, vejo o pelas redes sociais, o desrespeitos que a população passou a ter por sua pessoas onde xingam  com palavrões de todas as espécies, como também vemos muitos religiosos, do alto escalão, criticando o sínodo e o Senhor, concordando com nós.
 Sou um estudioso da Amazônia, que cheguei inspirado compor uma poesia intitulado "A Amazônia e Seus Santuários Ecológicos"  e lhes mando anexo.

Antônio Benito Signor.
Rua: canjarana, 1010
Fone: (66) 9.9639.2440 
ou (66) 3552- 1169                       ­            ____________________________________           
antonio.b.signor@hotmail.com
Guarantã Do Norte - Mato Grosso.

Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!