Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Pedro TaquesO ex-governador Pedro Taques (PSDB) diz estar “louco para falar” em relação à investigação sobre a Grampolândia. O esquema teria sido supostamente chefiado pelo seu primo Paulo Taques e por ele, conforme depoimento de militares que teriam atuado com as escutas ilegais.
“Já peticionei em todos os locais para que possa prestar depoimentos. Como governador eu tinha e mantive a liturgia do cargo. Agora não sou mais governador. Eu como todo cidadão, tenho direito constitucional de exercer ampla defesa como determina a Constituição Federal”, disse Taques à imprensa nesta terça (6) após primeira aparição pública após ter deixado o cargo de governador do Estado.
Em depoimentos prestados pelo cabo Gerson e coronéis Evandro Lesco e Zaqueu Barbosa, o esquema de grampos ilegais que ouviu políticos, advogados, jornalistas e empresários, teria tido participação do ex-governador.
As investigações seguem sobre a responsabilidade da Polícia Judiciária Civil (PJC), que está realizando novas oitivas com os réus militares, que tentam pela segunda vez um acordo de colaboração premiada.
Por Vinícius Bruno e Mikhail Favalessa
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.