Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Divulgação/PJCPolícia Civil acredita que Haroldo Duarte Silveira, 32, possa ter transmitido o vírus da Aids para mais mulheres em Mato Grosso. Ele que trabalha como caminhoneiro, fazia constantes viagens por todo o estado. Até o momento, 4 mulheres foram identificadas  como vítimas e diagnosticadas com a doença.

A informação é da delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Mulher de Cuiabá, Jozirlethe Magalhães Criveletto. Após a prisão preventiva cumprida na manhã de quinta-feira (29), ele será autuado por 4 tentativas de feminicídio. 

Segundo a delegada, ele sabia que era portador da doença e que ainda assim, mantinha relações com namoradas sem o uso de preservativo. 

 
“Durante o cumprimento de busca e apreensão na casa dele, encontramos remédios que comprovam que ele sabia que era portador da doença”. 

A suspeita veio de uma mulher com que ele teve relacionamento há 12 anos. Ela foi infectada, conversou com ele, que teria reagido de maneira fria. Por atuar como caminhoneiro, é possível que haja outras vítimas pelo estado.

“Ele age com frieza e deliberadamente para o mal. Parece que quer fazer um máximo de vítimas”, disse a delegada à imprensa. 

Diante dos fatos, a delegada Nubya Beatriz Gomes dos Reis entendeu que ele agiu com dolo, pois assumiu o risco de contaminar as parceiras com a doença e o indiciou pelo crime de feminicídio tentado quatro vezes. 

Ele pode responder por mais, caso novas vítimas compareçam à delegacia.
FacebookPrintgoogle plus
Yuri Ramires
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.