Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

rogerio gallo 680
O secretário de Fazenda Rogério Gallo, remanescente do Governo Pedro Taques e hoje um dos mais influentes e notáveis da administração Mauro Mendes, dedicou os últimos dias ao projeto de reinstituição dos incentivos fiscais e, na garupa deste, à implementação de uma verdadeira reforma tributária.
Com atuação técnica e sem habilidade política, o homem que cuida do caixa do Estado acabou até se indispondo com alguns deputados, incluindo dois "esteios" do governo na Assembleia, o presidente Eduardo Botelho e o líder do Executivo, Dilmar Dal Bosco, ambos do DEM, mesmo partido governador Mauro.
O secretário os cobrou de forma dura. Entendeu que deputados da base estariam "afrouxando" demais, ao ponto de permitir interferência de empresários e apontou o que chamou de desfiguração do projeto por causa das emendas.
Botelho se irritou com isso. Saiu em defesa dos colegas da AL. Ambos travaram discussões tensas.
Após dias de debates acalorados e pressões de grupos econômicos contra as medidas, o projeto será aprovado. Mais uma vitória do governo, que escalou Gallo na linha de frente no Executivo, esperando respaldo do Legislativo dentro da tese do equilíbrio fiscal e da busca por mais receitas. Mas ficam sequências. 
Por 
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.