Publicidade 1

Reserva Natural e Parque do Sesc Pantanal participam da campanha nacional “Um dia no parque”

 Neste domingo (21/07), a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Sesc Pantanal e o Parque Sesc Baía das Pedras, localizados no Pantanal mato-grossense, participam da campanha nacional “Um dia no parque”. Desenvolvida pela Coalizão Pró Unidades de Conservação, a iniciativa tem o objetivo de incentivar a visitação a essas áreas, que são mais de duas mil no Brasil, responsáveis por ajudar a proteger a rica biodiversidade e a história do país.

Em Mato Grosso, além das duas unidades do polo socioambiental Sesc Pantanal, participam da campanha o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães e a Reserva Natural Cristalino, em Alta Floresta. A RPPN Sesc Pantanal, localizada em Barão de Melgaço, é a maior do país com o total de 108 mil hectares, e terá trilhas para hóspedes do Hotel Sesc Porto Cercado.

Já o Baía das Pedras, que fica na Estrada Porto Cercado, a 40 quilômetros de Poconé e cinco quilômetros do Hotel, estará aberta ao público geral das 8h às 17h. Com aproximadamente cinco mil hectares o local oferece contemplação da flora da região pantaneira e a fauna, com aves, capivaras, cavalos e jacarés. Veja a programação completa em todo Brasil em www.umdianoparque.net.

No país com a maior biodiversidade do mundo, as unidades de conservação são um dos mais importantes instrumentos de proteção do patrimônio natural, onde é possível encontrar uma grande variedade de animais, plantas, formações do relevo, como as cavernas, e fenômenos da natureza. São áreas legalmente instituídas pelo governo federal, estadual ou municipal como espaços para proteger e conservar a biodiversidade, nascentes e paisagens de beleza cênica.

De acordo com pesquisas, o contato com o meio ambiente desde a primeira infância pode trazer benefícios físicos, mentais e emocionais, pois estimula os sentidos, aguça a curiosidade e desperta na criança a paixão e respeito pelos bens naturais. Para as crianças, é uma oportunidade de aprendizado sobre a vida selvagem, preservação e história. Para os adultos, o contato com a natureza pode promover a criatividade, além de colaborar com a melhora da saúde mental e do corpo por meio de atividades físicas e contemplação da natureza.

O turismo em Unidades de Conservação contribui também com a economia local e nacional. Os visitantes gastaram, em 2017, cerca de R$ 2 bilhões nos municípios do entorno das UCs, gerando cerca de 80 mil empregos. Todos os setores ligados ao ecoturismo são beneficiados, como o hoteleiro, de alimentação, transporte, além do comércio em geral.

“Visitar uma Unidade de Conservação é conectar-se com a natureza, com a história e cultura de um povo, poder ouvir sons, ver cores. É uma experiência realmente única que só o contato com o ambiente pode proporcionar. O Parque fica aberto durante todo o dia 21 para que as famílias e grupos de amigos possam contemplar o bioma pantaneiro”, diz a superintendente do Sesc Pantanal, Christiane Caetano.

Visitação durante todo o ano

A RPPN Sesc Pantanal é aberta para visitação durante todo o ano aos hóspedes do Hotel Sesc Porto Cercado, que podem fazer trilhas na reserva. Além disso, durante os passeios de barco, feitos no alvorecer e também à noite, os hóspedes podem observar animais que ficam às margens da Reserva.

A unidade representa cerca de 2% do Pantanal mato-grossense e foi declarada pela UNESCO como Zona-Núcleo da Reserva da Biosfera do Pantanal e, em 2003, foi reconhecida como Sítio Ramsar pela Convenção Ramsar de Áreas Úmidas, um reconhecimento internacional.

No Parque Sesc Baía das Pedras, os hóspedes também podem ter a experiência de cavalgar no cavalo pantaneiro, fazer trilhas e andar de pedalinho em todos os meses do ano.

Dicas de visitação

Visitar uma Unidade de Conservação é entrar em um lugar protegido, criado para conservar aquele ecossistema. Para ter a certeza de que ele estará perfeito na sua próxima visita, é preciso estar atento a algumas orientações.

O que levar: mochila, óculos, chapéu, boné, protetor solar, repelente e binóculos.

A roupa ideal: consulte a previsão do tempo e as vestimentas que vão garantir a melhor prática da sua atividade.

Lixo: leve uma sacola ou saco de lixo e traga de volta consigo todos os resíduos que produzir em sua visita. Seja comida, embalagens, guardanapos, sacos plásticos, todo resíduo deixado para trás pode prejudicar a vida selvagem.

Fauna, flora, mineral: deixe-os onde encontrou. É preciso lembrar que os elementos da natureza e da paisagem têm sua função no lugar em que estão. Apesar de lindas, as flores, por exemplo, servem de alimento para diversos insetos.

Guia turístico: algumas Unidades de Conservação permitem a visitação somente acompanhada por um guia ou condutor. Antes da visitação, verifique com a UC escolhida se a presença do guia ou condutor é obrigatória.

A0AA85B2

Gabriela Sant’Ana
Assessoria Técnica de Comunicação e Relacionamento
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!