Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Professores da rede estadual anunciam estado de greve e paralisação geral dia 12
O Sintep/MT avisa que será a primeira grande paralisação de alerta contra as medidas do governo Mauro Mendes.
s profissionais da rede estadual de educação de Mato Grosso aprovaram, em assembleia geral realizada nesta segunda-feira (04), estado de greve da categoria com assembleia permanente e paralisação estadual unificada dia 12 de fevereiro, além da realização de novo Conselho em março.
“O estado de alerta é um indicativo para o governo reavaliar a postura e buscar uma negociação”, esclarece o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira. 
A coordenadora do Fórum Sindical, Edna Sampaio, representantes da Associação dos Docentes da Universidade de Mato Grosso (Adunemat), ressaltou a importância da participação do Sintep na mobilização. “Será a primeira grande paralisação de alerta contra as medidas do governo Mauro Mendes e a participação dessa categoria é fundamental”, disse. 
Os profissionais da educação, assim como representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), do Fórum Sindical, e da Central Única dos Trabalhadores, em Mato Grosso (CUT-MT), destacaram em suas falas a "inviabilidade dos direitos da classe trabalhadora, com as políticas implementadas pelos governos federal e estadua"l. 
“Em Mato Grosso o pacote de Mauro Mendes já congelou os salários dos servidores com o calote da RGA de 2018, e a suspensão da revisão pelos próximos dois anos”, disse dirigente e secretário de redes municipais, Henrique Lopes.
Lopes disse que o governo ataca a educação quando estende a política da Dobra do Poder de Compra, quando não paga a RGA, e também via decreto de calamidade financeira, que impede o cumprimento das leis de carreira. 
Por Circuito Matogrosso
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.