Publicidade 1
Publicidade 1

Promotor de justiça se reuniu com empresa Águas de Guarantã e pediu fim da falta de água para população

Perante o clamor da população, pelos constantes interrupções do fornecimento de água pela Empresa Águas de Guarantã, o Promotor de Justiça da Comarca de Guarantã do Norte/MT Dr.   Luis Alexandre Lentisco, esteve junto com o vereador Silvio Dutra, em uma reunião, nas dependências da empresa, para cobrar e tomar ciências referentes a falta de água que vem prejudicando os consumidores da cidade.

A população de Guarantã do Norte, ficou mais de 72 horas sem água nas torneiras, trazendo assim vários transtornos, como suspensão das aulas em algumas escolas e creches, comercio tendo prejuízo. 

Para cobrar uma solução várias pessoas estiveram realizando um manifesto pacifico em frente  à empresa, durante o momento em que o representante do Ministério público e o representante da população, o Vereador Silvio Dutra, conversavam com o gerente da águas de Guarantã.

Ao final da conversa o Promotor de Justiça Dr. Luis Alexandre, repassou para as pessoas que aguardavam ele na saída, de que, na próxima semana  estará vindo um representante da empresa Nascente do Xingu, que é responsável pela Águas de Guarantã e que, o ministério publico, irá dar um prazo para que a empresa venha a sanar de uma vez por toda a interrupção do fornecimento de água. "Solicitei uma reunião com um representante com poderes legais, onde será celebrado um acordo com a promotoria de justiça, para que tenha uma solução definitiva", disse o magistrado.

A reunião irá acontecer na promotoria de justiça, segundo o Meritíssimo ele estendeu o convite ao vereador Silvio uma vez que o mesmo é o representante direto da população, onde irá ser cobrado uma resposta, e será realizado um compromisso de Termo Ajustamento de Conduta (TAC), entre Ministério Publico e empresa, a águas de Guarantã terá de se comprometer  com uma providencia imediata do serviço de abastecimento de água, seja garantido.

O promotor de Justiça, adiantou que, se a empresa não cumprir com o acordo que será firmado,  a mesma sofrerá uma prestação pecuniária (pagamento de multa), que será revertida em favor da população, como compensação dos prejuízos que os consumidores já tiveram e vem tendo com a falta de água.

A empresa vem alegando falha no gerador de energia no local de captação de água, segundo o promotor, que isso pode até explicar, mas não justifica nem mesmo juridicamente, uma vez que, a lei deixa bem claro que, todos os serviços públicos essenciais, tem de ser continuo, ou seja não pode sofrer interrupção, para isso é de total obrigação da empresa ter no local um outro gerador de reserva.

O vereador Silvio Dutra e o gerente da empresa acompanhado por um representante do Ministério Publico, farão uma vistoria para ver se realmente a problemática é no gerador de energia e outras caudas que vem trazendo transtornos para os consumidores. "Quero aqui parabenizar a população que se uniram via redes sociais para estarem cobrando uma solução por parte da empresa e nós vereadores", parabenizou o parlamentar. 
Célio Ribeiro/Roteiro Noticias (Foto: Célio Ribeiro)


Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!