Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

A comercialização da safra 2018/19 de soja, em Mato Grosso, diminuiu de ritmo, entre outubro e novembro. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o progresso no período foi de 1,8 ponto percentual. Desta forma, o total da produção vendida antecipadamente chegou a 35,7%. Conforme o instituto, a justificativa para o baixo avanço na comercialização é dada, “principalmente, pela queda nas cotações do dólar, pelo foco dos produtores nas lavouras devido à reta final da semeadura e, também, pelo tabelamento do frete, que segue influenciando na logística da soja no Estado”.
De acordo com o Imea, o preço médio mensal de comercialização foi de R$ 65,40/sc. “Para os próximos meses o dólar continua como principal vetor de negócios, mas atenção também à Cúpula do G20 no final do mês, que pode trazer novidades quanto à disputa comercial entre EUA e China e alterar este cenário”, diz o instituto.
A comercialização antecipada da soja no Estado foi menor entre outubro e novembro, do que entre outubro e agosto (5,7%). Até então, o instituto citava um rápido avanço das negociações, chegando a um terço da safra vendida, antes do final de outubro.
Já as vendas da safra passada estão perto de ser encerradas. Segundo o instituto, a comercialização da soja de 2017/18 em Mato Grosso alcançou o total de 97,32%, representando um avanço mensal de 1,56% em relação ao mês de outubro. O preço médio mensal de comercialização foi de R$ 68,64/sc.
Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Pedro Ribas/arquivo)
Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.