Publicidade 1
Publicidade 1

ANIMAIS PRÉ-HISTÓRICOS QUE SÃO GIGANTES


Às vezes até chegamos a pensar que conhecemos uma grande quantidade de animais que existem e habitam nosso planeta hoje em dia. Mas poucas pessoas conhecem alguns dos animais pré-históricos que eram assustadores. Esses animais viveram aqui na terra a cerca de alguns milhões de anos atrás e atualmente ainda encontramos algumas de suas versões menores. Isso porque junto com a evolução diversas espécies acabaram sendo completamente extintas, ficando então apenas seus fósseis para comprovar que existiram. E foi pensando nisso que no vídeo de hoje:

ANIMAIS PRÉ-HISTÓRICOS QUE SÃO GIGANTES
ESCORPIÃO GIGANTE (PULMONOSCORPIUS)
 Atualmente é bem normal encontrar escorpiões sob: pedras, madeiras,  troncos podres, enterrado no solo úmido das matas ou até mesmo nas áreas dos desertos.
Encontrar um escorpião pode ser algo bem desagradável para muitas pessoas, ainda se você topasse com sua versão gigante, esse escorpião gigante viveu a cerca de 300 milhões de anos atrás mais precisamente durante meados do Carbonífero.
Sabe-se que esta espécie de escorpião também era ‘venenoso’, embora não saibam o quão “venenosos” eles eram. Mas uma coisa é certa, você não iria querer encontrar um desses bichinhos, isso porque esse animalzinho podia crescer até pouco mais de 1 metro de comprimento. Ainda bem que os de hoje em dia podem alcançar nos 21 centímetros.

ELEFANTE PRÉ-HISTÓRICO (PLATYBELODON)
Atualmente o maior e mais pesado animal terrestre vivo é popular elefante da savana, ele pode medir entre 6 a 7 metros de comprimento e pode alcançar 4 metros de altura pesando entre 6 a 12 toneladas. Mas voltando no tempo mais precisamente para o período Mioceno descobriram um animal que viveu a cerca de 15 a 4 milhões de anos atrás. Esta espécie também ficou conhecida como Trilofodonte ou presa achatada, este é um ancestral dos nossos atuais elefantes, estes animais com longas presas habitavam regiões onde hoje é a Ásia, África e América do Norte, apesar de seu tamanho ser inferior ao dos elefantes atuais o presa achatada podia medir 4,5 metros de comprimento, 2,2 metros de altura e pesar 2,5 toneladas.
Acreditasse que ele usava suas presas do maxilar inferior para arrancar vegetais e raízes ele também possuía enormes dentes para triturar seus alimentos e sua tromba era larga e chata e mesmo que eles se alimentassem apenas de plantas aquáticas e vegetação rasteira eu tenho certeza que você não iria querer topar com um animal desses hoje em dia.

PEIXE DE ARMADURA (DUNKLEOSTEUS)
Hoje em dia devemos ficar de olho no mar enquanto aproveitamos um dia na praia. Qualquer descuido pode aparecer um tubarão e querer acabar com a festa de todo mundo.
Agora imagine que ao invés de aparecer um tubarão viesse a aparecer um gigante peixe de armadura.
Esse peixe viveu entre 416 a 359 milhões de anos atrás por volta do período Devoniano, sua boca era enorme e ele era popular nos mares rasos de todo mundo. Esse monstro podia medir aproximadamente 10 metros de comprimento e pesar cerca de 4 toneladas.   Esse peixe tinha uma armadura que protegia sua cabeça e seu tórax composta de placas ósseas que chegavam a 5 centímetros de espessura.
Na época em que viveu ele estava no topo da cadeia alimentar e media 10 metros de comprimento pesando cerca de 4 toneladas,  seu ataque apesar de um pouco lento por causa da armadura de ossos era feroz e preciso!
Pesquisadores explicaram que esse peixe se alimentava de praticamente qualquer outro animal marinho inclusive até mesmo dos menores de sua espécie.

CROCODILO IMPERADOR (SARCOSUCHUS IMPERATOR)
Se tratando dos nossos crocodilos atuais eles podem pesar aproximadamente 800 kg e chegar a medir 5 metros, podendo ultrapassar esses números em casos raros, mas no passado seus ancestrais eram mais ferozes ainda.
O crocodilo imperador era um monstruoso crocodilo gigante que pode ter habitado o norte da África e a região onde hoje é o Deserto do Saara. Esse réptil conseguia devorar diversos tipos de animais graças ao seu tamanho que estava entre 12 e 15 metros de comprimentos e pesar 1,5 toneladas.
Pesquisadores explicam que essa criatura conseguia exercer uma força de 4 toneladas com uma mordida essa força na sua mordida o ajudava agarrar e puxar para dentro d’água animais tão grande quanto ele mesmo. Mas não precisa ficar com medo, pois isso ocorreu no período Cretáceo na era Mesozoica a aproximadamente 110 milhões de anos atrás.

CENTOPEIA GIGANTE (ARTHROPLEURA)
Imagine que você esta caminhando em uma mata e de repente encontra com uma centopeia, provavelmente você continuaria sua caminhada sem medo algum. Mas se tratando do período Carbonífero a 330 milhões de anos atrás com certeza você sairia correndo. Essa centopeia gigante media mais de 2 metros de comprimentos e pesava um pouco mais de 50 kg. Eles preferiam ambientes com a vegetação mais aberta em planícies inundadas e rios aterrados. Essa espécie acabou sendo extinta quando o clima úmido começou a secar reduzindo as florestas tropicais do Carbonífero.
Agora me responda aqui nos comentários, o que você faria se encontrasse uma centopeia com mais de 2 metros? Responde ai pra mim. Quero ver as melhores respostas.
Iae curiosos, você já é inscritos? Já deixo o like e comentário pra concorrer o iPhone? Seja participativo aqui no canal e boa sorte!
Fonte: Mais Curiosidades





Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!