Publicidade 1
Publicidade 1

Homem invade fórum, atira em juiz e acaba morto em Mato Grosso

A assessoria do Tribunal de Justiça confirmou, há pouco, ao Só Notícias, que o juiz Carlos Eduardo de Moraes e Silva foi atingido por um tiro de revólver calibre 22, no ombro, na sala de audiência de Fórum de Vila Rica (1,2 mil quilômetros de Cuiabá), esta manhã. Ele foi levado ao hospital e não corre risco de morte, mas será transferido para uma unidade médica em Palmas, no Tocantins.
O juiz havia acabado uma audiência de custódia, quando um advogado adentrou à sala seguido pelo agressor que respondia ao processo de homicídio qualificado. O homem sacou a arma que estava escondida e ameaçou o promotor de justiça. O magistrado interveio e entrou em luta corporal com o acusado, em seguida, houve o disparo. Os policiais militares que fazia a segurança do local solicitaram que ele largasse a arma, mas não foram atendidos. Então, um deles fez um disparou contra o acusado que faleceu no local.
Ainda de acordo com a assessoria, o desembargador e presidente do Tribunal de Justiça Rui Ramos Ribeiro deve viajar nesta terça-feira para Vila Rica, de onde vai acompanhar o caso.
“A integridade física dos magistrados, servidores, operadores do direito e usuários da justiça é uma preocupação intensa do poder judiciário mato-grossense que busca o aperfeiçoamento constante do sistema de segurança em todas as unidades “, informou o Tribunal de Justiça por meio de nota.
Na última quinta-feira, o advogado Homero Amilcar Nedel, de 59 anos, foi preso acusado de agredir um juiz, Jorge Hassib Ibrahim, de 38 anos, em Paranatinga (504 km de Cuiabá). Ele também é suspeito de tentar matar o proprietário de uma oficina mecânica, de 60 anos.
O suspeito foi interrogado pelo delegado Pablo Borges Rigo e atuado pelos crimes de homicídio doloso na modalidade tentada, lesão corporal, desacato e coação no curso do processo. Ele teve a prisão convertida em preventiva, em audiência de custódia realizada no Fórum de Primavera do Leste.
De acordo com a assessoria da Polícia Civil, tanto a agressão ao magistrado como a tentativa de homicídio, ocorreram por causa de desentendimentos de um processo judicial em que a filha do suspeito, também advogada, é parte integrante.
Conforme Só Notícias já informou, a OAB se manifestou em nota, classificando a agressão de “lamentável episódio”, “repudia o ato” e “adotará com firmeza medidas administrativas perante seu Tribunal de Ética e Disciplina (TED).
Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo)
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!