Publicidade 1
Publicidade 1

Grupo de Roberto Dorner 'toma' bandeira SBT da TV Mutum; emissora vai à Justiça

Vítima da concorrência desleal, a TV Mutum transmite o sinal do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) há quase 19 anos.

Uma situação inusitada surpreendeu moradores da cidade de Nova Mutum (a 269 km ao Norte de Cuiabá), após dois canais passarem a transmitir o sinal do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). Autorizados a transmitir o sinal desde 1999 na região, representantes da TV Mutum se sentiram prejudicados por uma ‘concorrência desleal’ e afirmam que vão recorrer na Justiça.
“Desde 1999 que a TV Mutum tem a permissão para transmitir o sinal. Esse grupo do Roberto Dorner, que é o Grupo Arinos, comprou a bandeira da Record e apresentaram denúncias para o pessoal do SBT de São Paulo, apontando irregularidades inexistentes”, explica o representante da TV Mutum, Ed Motta.
O Grupo de Roberto Dorner também tem autorização para transmitir o sinal do SBT em outras cidades de Mato Grosso, como Cuiabá e Rondonópolis com a TV Rondon e a TV Cidade, de Sinop. Em Nova Mutum, o grupo adquiriu a TV Arinos, que transmitia o sinal da TV Record, porém, o grupo assinou novo contrato com o SBT e também passou a retransmitir o sinal na região de Nova Mutum – desta forma, dois canais estão transmitindo o sinal do SBT na cidade.

"O grupo deles mudou de bandeira, da Record para o SBT, em 24 horas. Isso não pode ser feito sem autorização do Ministério das Comuniçãoes, que precisa se pronunciar, porque o que eles estão fazendo é irregular”, afirma o empresário da TV Nova Mutum.

Conforme o empresário da TV Mutum, outras condutas do novo grupo aparentam irregularidades.
"O grupo deles mudou de bandeira, da Record para o SBT, em 24 horas. Isso não pode ser feito sem autorização do Ministério das Comuniçãoes, que precisa se pronunciar, porque o que eles estão fazendo é irregular”, afirma o empresário.
Ed Motta classifica a situação como concorrência desleal. “Eles simplesmente deixaram o sinal da Record de lado e colocaram o SBT, que é transmitido há quase duas décadas pela TV Mutum. Isso é uma concorrência extremamente desleal e vou atrás do Ministério das Comunicações”, explica Ed Motta.
Conforme o empresário, que também é jornalista, a situação não se trata apenas de um golpe empresarial, mas também é uma afronta à história do município.
“Eu tenho mais de 50 anunciantes e também tenho, agora, um compromisso fixado com a Justiça Eleitoral. Eu não vou tirar o sinal do ar e correr o risco de ser ainda mais prejudicado. Nós vamos entrar na Justiça para resolver a situação desse coronelismo, dessa concorrência desleal”, afirma Motta.
Ao ingressar com a ação, a TV Mutum espera uma decisão do Ministério das Comunicação em relação à situação que acontece em Nova Mutum.
Da Redação
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!