Publicidade 1
Publicidade 1

Temer cede à pressão e confirma reajuste do servidor

Juízes terão reajuste de 16,38% em 2019, mas perderão o auxílio-moradia

Temer cede à pressão e confirma reajuste do servidor
O presidente Michel Temer cedeu às pressões do Judiciário e concordou que o auxílio-moradia seja incorporado aos vencimentos dos juízes, chegando assim ao reajuste reivindicado pela categoria. Temer desistiu, portanto, de adiar o rejauste do funcionalismo. Ele vinha tentando adiar o reajuste para 2020, conforme havia sido recomendado pelo Ministério do Planejamento. 

O auxílio-moradia de R$ 4.377,73 vem sendo pago a todos os juízes, mesmo os que não estão transferidos e têm imóvel próprio, desde 2014, autorizados pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Fux.

Pela proposta acordada, conforme apurou a produtora da RecordTV Cláudia Gonçalves, os magistrados terão aumento de 16,38% sobre o teto de R$ 33.700, mas o auxílio-moradia deixará de ser pago. O texto precisa ser encaminhado ao Congresso, mas de acordo com uma fonte, as negociações com o Legislativo já estão avançadas.
Por Mariana Londres, de Brasília
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!