Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Carga veio do Paraguai e está avaliada em R$ 10 mil, segundo a PRF. Passageiro estava em ônibus que saiu de São Paulo (SP) e iria para Porto Velho (RO).

Por G1 MT
Medicamentos têm comercialização proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) (Foto: Polícia Rodoviária Federal de MT/Assessoria)
Medicamentos têm comercialização proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) (Foto: Polícia Rodoviária Federal de MT/Assessoria)
Uma carga com mais de 12 mil comprimidos de remédios e tipos de Viagra foi apreendida durante a manhã deste sábado (25) na BR-174, em Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá. Os produtos estavam com um passageiro de um ônibus, que acabou detido.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), carga está avaliada em R$ 10 mil, tem comercialização proibida no Brasil e veio do Paraguai.
Os policiais faziam fiscalizações de rotina pela rodovia quando abordaram um ônibus que fazia a linha São Paulo (SP) para Porto Velho (RO).
Passageiro foi detido com 12 mil comprimidos de remédio e Viagra proibidos no país (Foto: Polícia Rodoviária Federal de MT/Assessoria)
Passageiro foi detido com 12 mil comprimidos de remédio e Viagra proibidos no país (Foto: Polícia Rodoviária Federal de MT/Assessoria)
Foram encontrados 7,4 mil comprimidos do fármaco Rheumazin, 3,2 mil comprimidos de Pramil, 1,4 mil comprimidos de Digran e 660 comprimidos de Erectalis.
Na ocasião também foram apreendidos relógios, cartões de memória, pendrives, receptores sinal de televisão, pares de meia e diversas bijuterias.
Os produtos e o passageiro foram encaminhados à delegacia da Polícia Civil em Pontes e Lacerda.

Viagra barato

Ainda conforme a PRF, o Pramil, Digran e o Erectalis são versões baratas do Viagra. Todos possuem comercialização proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em todo o território brasileiro.
O Rheumazin é um antirreumático usado para o tratamento de um distúrbio do metabolismo do ácido úrico. A Anvisa também determinou a apreensão em todo território nacional.


Marcadores:

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.