Publicidade 1
Publicidade 1

Taques diz que ex-aliados já o conheciam e terão que explicar rompimento

Por Celly Silva

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que seus adversários políticos, que até alguns meses eram aliados terão que mostrar, durante a campanha eleitoral, o motivo pelo qual se viraram contra ele. “Na campanha eleitoral eles vão ter que dizer onde eu errei, por que eu errei e vamos discutir governo, quando decidir a candidatura”, disse durante almoço com a imprensa, nesta terça-feira (17), no Palácio Paiaguás.
O tucano chegou a se referir aos ex-prefeitos de Cuiabá e Lucas do Rio Verde, respectivamente, Mauro Mendes (DEM) e Otaviano Pivetta (PDT), afirmando que nunca fez mal a nenhum deles para hoje serem seus adversários.
João Vieira

Governador Pedro Taques
Taques ressaltou que na campanha de 2014, quando obteve apoio desses ex-aliados, já sabiam de sua postura firme, que é criticado por não ouvir os aliados. “Eu não mudei. Todo mundo me conhecia. Aliás, o Pivetta uma vez me contou que o Riva disse: ‘Olha, você tem que mudar o Pedro Taques’. Aí O Pivetta disse assim: ‘O Pedro Taques é uma mula, só entregando pra Deus’. Eu não mudo os meus princípios e hoje o Riva tá apoiando quem?”, apontou.
Diante de diversos pré-candidatos ao governo do Estado e com críticas que vêm de diversos lados, o governador disse ter a impressão que estão “todos contra Taques”. “Já notaram? Por quê? Eu mudei ou outras pessoas que mudaram?”, questionou.
Mudança de postura
Lembrado de que quando senador, em 2011, proferiu um discurso contra a reeleição e perguntado se isso não seria uma mudança, Pedro Taques defendeu que “somente doente mental não muda de opinião” e que não há problema nisso, desde que não haja mudança de princípios. “Raul Seixas já disse que a vida pode ser uma metamorfose, sem abrir mão de princípios”.
Segundo Taques, quando era senador defendeu que a reeleição fosse extinta desde que o mandato fosse de 5 anos, uma vez que em 4 anos não é possível fazer tudo, tendo a burocracia como principal empecilho. Ele ainda afirmou que caso seja candidato à reeleição, não o fará a qualquer custo. “A reeleição, em razão do princípio da continuidade, é muito importante, desde que seja dentro da lei, desde que você não faça o diabo pra ser reeleito. Eu não vou fazer o diabo, quando decidir, pra ser reeleito. Não vou fazer isso”, asseverou.
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!