Publicidade 1
Publicidade 1

Mato Grosso deve ter mais de 4 milhões de habitantes até 2034, aponta IBGE

Resultado de imagem para Mato Grosso deve ter mais de 4 milhões de habitantes até 2034, aponta IBGE
 A Projeção de População (revisão 2018) é o cálculo da população do Brasil e das suas 27 Unidades da Federação por idades (de zero a 90 anos ou mais), ano a ano, de 2010 a 2060, de acordo com os métodos demográficos recomendados pela Divisão de População das Nações Unidas. De acordo com a assessoria Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a projeção é a população total de Mato Grosso vai superar os 4 milhões de habitantes em 2034. Para este ano a estimado que chegue a 3, 4 milhões habitantes no Estado.
Com essas projeções é possível obter várias informações, como as proporções de crianças, jovens, adultos e idosos na população. Também é possível acompanhar a evolução das taxas de fecundidade e da idade média em que as mulheres têm filhos, além do saldo migratório interno das unidades da federação.
Na revisão de 2013, as projeções por unidade da Federação terminavam em 2030, mas a revisão deste ano se estendeu até 2060. A partir de 2030, pela primeira vez a taxa de fecundidade total deve ser inferior a dois filhos por mulher em Mato Grosso (1,99). Para 2018, a projeção é de 2,06 filhos por mulher em MT.
Já o saldo migratório (diferença entre o número de entradas e saídas por migração) deve ser positivo em Mato Grosso: a projeção é de um saldo de 4.438 pessoas neste ano. Porém, é projetada uma tendência de redução do saldo migratório nas próximas décadas.
Por Só Notícias
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!