Publicidade 1
Publicidade 1

Preço da caixa de tomate e de verduras aumenta 85% e produtos estão em falta

Com abastecimento comprometido pela greve dos caminhoneiros, supermercados em Cuiabá já sentem impacto na falta ou encarecimento de alguns produtos. Carnes, perecíveis e verduras já estão escassos ou com preço elevado. O preço saco de batata comprado pelos comerciantes já aumentou 85,7% em quatro dias, após começar o movimento paredista.
O gerente de um mercado no bairro Cidade Alta, em Cuiabá, Davi Dias relata que pagou R$ 130 pela caixa de tomate nesta quarta (23). Há quatro dias, o mesmo produto custava em torno de R$ 70, um aumento de 85%. De acordo com Davi, a elevação de preços também já foi sentida no preço da batata, que passou de R$ 120 o saco de 50kg no começo da semana, para R$ 200 nesta quinta (24). “Estamos tendo que repassar o aumento para o consumidor final, infelizmente não temos condições absorver o impacto”, declara.
Xu Medeiros
saco de batata
Elevação de preços também foi sentida no preço da batata, que passou de R$ 120 o saco de 50kg no começo da semana para R$ 200 nesta quinta
A rede de supermercados Comper informou que a greve dos caminhoneiros já está prejudicando o abastecimento de carne, perecíveis e verduras. De acordo com a assessoria de imprensa, ainda existem produtos disponíveis por tempo indeterminado, mas que os caminhões não estão chegando às unidades do mercado. O Comper afirma que não tem registro de que já esteja faltando produtos.
A comerciante Regina Farias, que possui uma pequena mercearia no bairro Lixeira, em Cuiabá, disse ao  que alguns produtos não estão chegando dos fornecedores. Regina compra diretamente dos distribuidores atacadistas e, desde ontem, já tem sentido dificuldades com a regularidade do abastecimento. Na manhã desta quarta, não chegou o pedido de desinfetante, que está retido na rodovia a caminho para Cuiabá, conforme informa a comerciante.
Em cidades do interior, aAssociação dos Supermercados de Mato Grosso (Asmat) informa que já faltam produtos de hortifruti e carnes, assim como alimentos perecíveis, que são mais difíceis de se manter em grande volume de estoque. 
Por Vinícius Bruno/RD News
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!