Publicidade 1
Publicidade 1

Advogada acusa ex-marido delegado de espancá-la em MT


JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO
 
A advogada Maíra Moura Soares Neves, de 40 anos, procurou a Polícia Civil de Cuiabá para denunciar o ex-marido Waner dos Santos Neves, de 37 anos – que é delegado em Sapezal. Ela o acusa de tê-la espancado por diversas vezes durante o relacionamento, que durou cerca de três anos.
Em entrevista ao MidiaNews, a mulher relatou que criou coragem para fugir da casa onde morava com o policial, em novembro de 2017, e veio para a Capital a fim de denunciar o caso na Delegacia Especializada na Defesa da Mulher.

“Já tinha acontecido anteriormente, mas essa foi a primeira vez que fiz uma denúncia contra ele. Ele não aceitava o fim do nosso relacionamento e um dia decidi sair e nunca mais voltar. Foi quando dei uma desculpa falando que iria a uma audiência em Barra do Bugres, no dia 21 de setembro. Então saí de casa e não voltei mais”.

A mulher ainda contou que atualmente está morando na casa de amigos porque tem medo de voltar para Sapezal. “Eu registrei o B.O. em Cuiabá porque não adiantava registrar na regional dele, que é Tangará da Serra. Então registrei aqui. O meu maior medo é que preciso voltar para Sapezal, porque passei em um processo seletivo para juíza leiga lá”, relatou. No boletim de ocorrência elaborado na Delegacia da Mulher em Cuiabá, a advogada contou que a última agressão a deixou com diversos hematomas por todo o corpo.

“Narra a comunicante, vítima e esposa do autor, que outrante todo o período de relacionamento, sofreu agressões físicas e morais, sendo que, especificamente na data dos fatos [05/05/2017], em que o suspeito veio a agredi-la, com chutes, socos, tapas, deixando diversas lesões pelo corpo, inclusive fratura de uma costela”, diz trecho do BO.

Um atestado médico elaborado cinco dias após o fato, no dia 10 de maio, relatou que a advogada teve hematomas na cabeça, tórax e nos membros inferiores, provenientes de espancamento.
Ela já tem inclusive uma medida protetiva contra o delegado, que deve manter uma distancia mínima de 1 quilômetro dela. Um inquérito também já foi instaurado na Capital, que está sendo comandado pela delegada Jorzilethe Magalhães, titular da Delegacia de Defesa das Mulheres.
Embora as agressões tenham ocorrido no ano passado, a advogada diz que decidiu torná-las públicas agora por incentivo de uma ong que atua em defesa de mulheres vítimas de violência doméstica. Ela também disse que divulgar o caso é uma forma de se sentir mais segura.

Outro lado
A reportagem entrou em contato com o delegado Waner, que negou todas as acusações e afirmou que a ex-mulher está querendo chantageá-lo por não aceitar o fim do relacionamento. "Isso nunca aconteceu. Eu estou sabendo tudo pela mídia. E infelizmente não posso me defender. Fui notificado somente da medida protetiva e o procedimento está em segredo de justiça. Infelizmente ela tem divulgado fatos que são inverídicos para me atingir pessoalmente".

"Quando for notificado, com certeza eu vou responder e provar que sou inocente. Eu nunca a agredi. Ela está fazendo isso pra me chantagear porque ficou com raiva depois da separação. Eu, sinceramente, não sei por que ela está fazendo isso. É um absurdo e infelizmente eu estou passando por isso.", contou.

Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

6 comentários :

  1. DELEGADO FAZ ESSA COVARDIA? TEM QUE SER PRESO? NÃO FOI AINDA?

    ResponderExcluir
  2. jesuis isso e verdade,cade a a cadeia pra esse monstro

    ResponderExcluir
  3. Pessoal do site de Guarantã do Norte, isso tudo é mentira.Essa mulher está inventando mentiras pq o delegado está voltando com q ex mulher dele com quem nunca deveria ter largado pra ficar com essa mulher que era amante dele.Destruiu um lar, tentou destruir outro lar em Barra do Bugres para tentar se dar bem na vida e acaba no lugar dela, o qual nem preciso dizer né gente...Destruiu o lar do delegado é ele caiu na real a tempo.Pessoal do jornal deveria entrar em contato com a ex mulher desse delegado q ela vai contar tudo o q essa "advogada" fez e aí da faz, queria muito que vcs da redação fizesse isso. Tem fotos postadas em matérias que não são delas.Muitas mulheres se utilizam da mídia para acabar com a vida do cara só por vingança pq o cara não a quer mais.E por favor, publiquem essa matéria.

    ResponderExcluir
  4. Esse não é o delegado que está aqui ? Estava procurando casa essa semana, com uma mulher e um menino ! Ela fugiu em setembro , voltou em novembro e agora está com ele de novo ?

    ResponderExcluir
  5. Este delegado eu acho que é o que esteve na cidade esta semana procurando casa com a esposa e o filho. Ela não parecia com medo e a criança parecia ser muito apegada ao pai. Isso tem que ser melhor investigado para esclarecimento

    ResponderExcluir
  6. Essa mulher continua fazendo essas barbáries? ! Gente sou de Sapezal e conheço a história da ex mulher desse delegado, que por sinal sofre até hoje com denúncias anônimas que essa "adevogada " faz contra ela, inclusive fez ela perder um emprego pq fez denúncia anônima e falsa.Essa mulher tem que ser barrada na mídia, já está todos cansados de ver esse tipo de reportagem falsa.O delegado é uma pessoa maravilhosa, de caráter extremo, vcs de Guarantã vão conhece-lo pq ele está assumindo a delegacia daí. Agora essa "adevogada" já não tem nenhuma credibilidade na sociedade.Uma mulher que destrói famílias, faz denúncias falsas, atormenta a vida das pessoas, não tem um mínimo de credibilidade né gente.Esta mulher tem é que seguir a vida, pq o delegado já seguiu a dele e por isso dessa exposição toda.Vai ocupar a cabeça advogada, assim vc pára com tanta ruindade no coração.

    ResponderExcluir

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!