Publicidade 1
Publicidade 1

PMDB projeta crescimento em Mato Grosso neste ano eleitoral


“Todo e qualquer grupo que queira fazer um projeto diferente do que está aí para o estado de Mato Grosso precisa olhar e prestar atenção no MDB”. A declaração é do secretário-geral do partido, deputado estadual Silvano Amaral, já utilizando a nova nomenclatura do PMDB. Ele afirma que a sigla está se mobilizando para ampliar a representatividade na Assembleia Legislativa e tem planos para expandir também na Câmara Federal.
Segundo o parlamentar, a militância da legenda sugere a candidatura do deputado federal e líder-maior do partido, Carlos Bezerra, ao Senado. Ao mesmo tempo, cresce nos bastidores internos a intenção de pleitear uma vaga para o ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa, na chapa majoritária, como candidato a vice-governador. Amaral reconhece, no entanto, que o planejamento depende das discussões partidárias, que devem se intensificar a partir de março deste ano.
“Nosso partido está vivo e forte e pretende estar bem posicionado para participar do próximo governo”. Para o parlamentar, as principais lideranças partidárias que estão traçando alternativas a candidatura do governador Pedro Taques (PSDB) a reeleição devem iniciar conversas com o objetivo de pensar em um projeto para o Estado, “sem olhar para trás, pensando no futuro”.
Marcus Vaillant

Carlos Bezerra é presidente do PMDB no Estado
“Desde que o nome escolhido tenha perfil para fazer uma boa gestão, o PMDB vai querer estar junto e os partidos também vão querer ter o PMDB junto”, avalia o deputado. Segundo ele, a associação da sigla ao governo de Silval Barbosa, marcado por escândalos de corrupção, é passado. “Sofremos um pequeno arranhão, mas em função da história do PMDB no Estado e no Brasil e também da nossa forte militância, o partido se sustenta”, garante.
Entre as metas da legenda está a ampliação do número de parlamentares estaduais: dos tres atuais (o próprio Silvano, Janaína Riva e Romoaldo Júnior) para cinco, a partir de 2019. O partido já teria uma lista de 14 nomes para a disputa. Na bancada federal, a meta é conquistar pelo menos mais uma vaga.
Silvano Amaral diz que o PMDB tem um projeto
diferente para o Estado
Já a candidatura de Bezerra ao Senado é uma cobrança da militância no interior, mas os planos pessoais do parlamentar estão focados na reeleição como deputado federal. E Juarez Costa, caso não consiga se viabilizar como vice, deverá concorrer a uma vaga da Câmara.
Atualmente, as legendas que se apresentam como opções de oposição a reeleição de Taques são o PR, com o senador Wellington Fagundes, e o PTB, com o conselheiro Antônio Joaquim. Há também forte articulação do DEM e do PP para uma possível candidatura de Mauro Mendes ao governo.
Por Renan Marcel
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!