Publicidade 1
Publicidade 1

Flamengo perde de virada na primeira final da Copa Sul-Americana

Flamengo e Independiente disputaram o primeiro jogo da final da Copa Sul-americana na noite desta quarta-feira, em Avellaneda, na Argentina. O confronto terminou com vitória da equipe da casa por 2 a 1, de virada. Réver abriu o placar para o time brasileiro no primeiro tempo, e com Gigliotti, no primeiro tempo, e Meza, no segundo, o Independiente virou o placar.
O título da competição continental será decidido daqui há uma semana, no Rio de Janeiro. Flamengo e Independiente jogarão na próxima quarta-feira, dia 13, às 21h45 (Brasília), no Maracanã.
Como não há vantagem por gol marcado fora de casa, o Independiente será campeão se vencer ou empatar por qualquer placar. O Flamengo precisa vencer por dois gols de diferença. Se no acumulado der empate, haverá prorrogação e pênaltis.
Flamengo e Independiente fizeram um jogo bastante movimentado em Avellaneda. O primeiro tempo foi equiilibrado, com a equipe brasileira começando melhor e abrindo o placar aos 8. Mas os argentinos correram atrás, pressionaram e chegaram ao empate aos 28.
Nos primeiros minutos, o Flamengo buscou com sucesso controlar a posse de bola, enquanto o Independiente tentava pressionar a saída de bola rubro-negra. Com maior volume de jogo, os cariocas avançam pela esquerda com paquetá, e o jovem prata da casa sofre falta na chegada da área, aos 7 minutos. Trauco cobra e levanta no segundo pau. A defesa argentina vacila e Réver sobe sozinho para cabecear cruzado e ver a bola morrer no fundo da rede.
O gol calou a torcida local, que até então não parava de cantar. Os jogadores argentinos sentiram o golpe no primeiro momento, mas não demoraram a recuperar a compostura e partiram em busca do empate.
Forçando o jogo pela direita em cima de Trauco, o Independiente chegou com perigo aos 14. Meza foi para o mano a mano, levou vantagem e sobre peruano e cruzou. Gigliotti furou e na sobra Miño foi travado dentro da área por Pará. Fla começa a passar sufoco.
O rubro-negro respondeu aos 20. Arão recuperou uma bola no meio e iniciou o contra-ataque. Everton Ribeiro sofreu falta na intermediária pela direita, e na cobrança, a bola é alçada na área e Juan aparece livre atrás dos zagueiros. O veterano se estica e tenta desviar para o gol, mas manda para fora.
A partir deste lance, a pressão do Independiente aumentou, e o caminho seguia pela direita do ataque. Aos 23, Miño cruza e a defesa afasta. Dois minutos depois, Trauco comete falta perto da linha da grande área. Gastón Silva arrisca direto no canto esquerdo de César, mas o goleiro estava bem posicionado e fez boa defesa.
O Flamengo tentava recuperar a posse de bola, mas aos 28 Everton Ribeiro errou passe no ataque e deu o contra-ataque aos argentinos, que avançam em velocidade e chegam na área. Gigliotti recebe livre no meio e, defrente para o gol, acerta o canto de César para decretar o empate.
Os cariocas passam a trocar mais passes, e aos 32 Everton Ribeiro faz jogada pela direita e toca na área para a enrtada de Diego. O meia recebe e arma o chute, mas é bloquedo por um zagueiro argentino.
Aos 38, Vizeu recebe de Paquetá na entrada da área com espaço para avançar, ajeita e tenta o chute, mas a bola vai fraca e pela linha de fundo.
O Independiente ameaça no final. Everton Ribeiro faz falta em Tagliafico no bico da grande área. Cobrança é feita com um cruzamento rasteiro, que passa por todo mundo e para em César.
As duas equipes retornam dos vestiários sem alterações, e o jogo segue com o mesmo panorama. O Independiente busca a vitória em casa e parte pra cima logo no início, e pressiona um Flamengo com dificuldades de manter a posse de bola e criar jogadas.
Aos 3, tabela no ataque e Gastón Silva recebe livre para o chute, mas erra o alvo e manda para fora. O mesmo Gastón Silva acerta outro chute um minuto depois, e desta vez César faz a defesa.
O gol da virada saiu aos 7 minutos. Barco faz grande jogada pela esquerda, se livra de marcação dupla e cruza para a entrada da área. Meza, sozinho, acerta belo voleio sem deixar a bola tocar no chão e manda no canto de César.
Com a vantagem no placar, os argentinos diminuíram o ritmo e passaram a focar nos contra-ataques. Do outro lado, Reinaldo Rueda acionou Everton, que vinha de contusão e estava no banco, e sacou Paquetá.
Com os argentinos recuando, O Flamengo subiu de produção e passou a controlar mais a bola e a chegar mais ao ataque. Aos 19, Everton Ribeiro fez boa jogada pela direita e tocou para Vizeu livre na área. O atacante demorou um pouco para concluir e seu chute foi interceptado por um zagueiro, que mandou para escanteio.
Na sequência, Everton Ribeiro dá belo passe por cobertura para a entrada de Everton, na esquerda da área. O rubro-negro tenta a conclusão, mas o marcador argentino se estica todo e impede o chute.
Aos 27, Rueda faz a segunda alteração e coloca Vinícius Júnior em campo e tira Diego, que já dava sinais de desgaste. Com isso, Everton Ribeiro passa a atuar pelo meio.
A jóia do Fla bota velocidade no jogo, e aos 30 recebe na área e chuta cruzado, mas Campaña defende.
O Independiente dá sinais de cansaço e o Flamengo parte para cima, mas segue parando na defesa argentina. Aos 40, Everton parte na velocidade e é derrubado por trás quando ia entrar na área. Depois de muita catimba argentina, Trauco cobra por cobertura, mas a bola sai fraca e Campaña defende com tranquilidade.
O Fla seguiu buscando o empate. Aos 48, escanteio pela direita e Juan tentou o cabeceio, mas a bola saiu fraca e o goleiro argentino fez a defesa.
Por Gazeta Esportiva (foto: Juan Mabromata/AFP)
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!