Publicidade 1
Publicidade 1

Prefeito critica bancada federal por envio de R$ 50 milhões ao Estado: 'falta de compromisso'


O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), criticou a mudança de postura da bancada federal de Mato Grosso, que havia prometido enviar R$ 82 milhões para equipar o novo Pronto-Socorro de Cuiabá, mas decidiu, nesta terça-feira (17), ratear o valor entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

“Fui surpreendido com a notícia. Desde o início do ano vinhamos discutindo com a bancada federal e com o próprio governo do Estado, a liberação total da emenda, no valor de R$ 82 milhões, que é o orçamento do equipamento completo para o novo Pronto-Socorro de Cuiabá. Mas, para o meu espanto, a bancada se reuniu sem me comunicar, com a presença apenas do secretário-chefe da Casa Civil, o deputado Max, e surpreendente decidiram tirar R$ 32 milhões”, criticou Emanuel Pinheiro.

O prefeito foi além nas críticas e classificou a atitude da bancada como uma “falta de compromisso” com a população cuiabana. Além disso, o peemedebista questiona se o governador Pedro Taques (PSDB), tendo em vista a crise de caixa que o Governo enfrenta, terá condições de repassar o valor que cabe à Prefeitura.

“Como é que um Governo que acaba de receber R$ 50 milhões para resolver um problema deles, vai ter condições de repassar R$ 30 milhões para Cuiabá? Eu quero deixar registrado, como prefeito da Capital, a minha angustia, preocupação e indignação com a descortesia da bancada federal. E o que é pior, a falta de compromisso da bancada com a população cuiabana”, garganteou o prefeito da Capital.

As emendas impositivas da bancada, que totalizam R$ 156 milhões, são alvos de polemicas desde o início do ano, quando o governador Pedro Taques pediu para que a bancada mudasse a destinação de parte do recurso – o que incluía o dinheiro para equipar o novo Pronto-Socorro de Cuiabá – para quitar as dívidas acumuladas na saúde estadual.

Após muitas discussões, Taques e Emanuel acordaram que o dinheiro seria utilizado, conforme originalmente pensado, para comprar os equipamentos do novo Pronto-Socorro. À época, o coordenador da bancada federal, deputado Victório Galli (PSC), afirmou que a decisão foi tomada para garantir que as atividades na unidade hospitalar fossem iniciadas o mais rápido possível, tendo em vista a importância do novo hospital para todo Mato Grosso, uma vez que 45% dos pacientes atendidos são do interior.

“Eu e o governador temos um compromisso de concluir e entregar essa obra pronta em abril do ano que vem, nós já estávamos preparando uma licitação internacional, para ser publicada até o dia 10 de novembro, mas agora confesso que vou ter que analisar muito para ver qual decisão será tomada”, argumentou Emanuel Pinheiro, nesta quarta-feira (18).
Por; Olhardireto 
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!