Publicidade 1
Publicidade 1

Por causa do calor intenso, produtores de MT devem colher 32% menos café do que em 2016

Dificuldade em produzir o grão está associada ao tempo quente. Além disso, lavouras muito antigas não produzem tanto.

Por G1
Em Mato Grosso, é grande a queda na produção dos cafezais, segundo estimativa da Companhia Brasileira de Abastecimento (Conab). De acordo com a companhia, Mato Grosso dever colher 84,5 mil sacas de café este ano, o que corresponde a 32,6% menos que em 2016. A dificuldade em produzir o grão está associada ao tempo quente. Além disso, lavouras muito antigas não produzem tanto.
No cafezal do agricultor José Turati, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, muitos frutos foram castigados pelo sol. O calor intenso nos últimos meses levou o agricultor a diminuir a área de cultivo pela metade. Dos oito hectares, hoje ele conta com apenas quatro, todas da espécie arábica.
“Eu tenho que plantar de 14 a 15 mil pés de café. Eu arranquei 7 mil pés, estava com 21 mas já cheguei a ter 28 mil pés aqui. O clima muito quente a temperatura muito alta, em agosto a lavoura estava linda. Aí vem essa alta temperatura em e a planta não resiste”, disse Turati.
Segundo a Conab, Mato Grosso deve colher 84,5 mil sacas de café este ano, 32,6% menos que em 2016. Uma queda brusca, que atinge os planos de indústrias que beneficiam grãos de café na região oeste do estado.
A queda na produção estadual de café também é consequência do abandono de lavouras mais antigas, que já não rendiam muito.
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!