Publicidade 1
Publicidade 1

Dia de conscientização e prevenção a Síndrome Alcoólica Fetal é instituído em Sinop

Por Dieny Vieira/Assessoria
Sinop agora conta com o Dia de Conscientização e Prevenção a Síndrome Alcoólica Fetal, celebrado em 09 de setembro. O Projeto de Lei nº 096/2017, de autoria do vereador Ademir Bortoli (PMDB), que institui a data no calendário oficial do município, foi sancionado pelo executivo no início de outubro. O objetivo da proposta é promover ações de conscientização em mulheres e gestantes para prevenir o consumo de álcool antes e durante a gravidez.  

Para Bortoli é de suma importância que sejam implantadas ações junto à secretaria de Saúde para conscientizar e ajudar as gestantes a se prevenirem desse tipo de síndrome. “Temos que ajudar a criar ações e políticas públicas que vão ao encontro à conscientização das gestantes e prevenção, não só desta síndrome, mas também de outras doenças e problemas que podem acometer as mães e os bebês”, salientou o vereador.

De acordo com o Centro de Informações Sobre Saúde e Álcool (CISA), a síndrome alcoólica fetal é um conjunto de sinais e sintomas apresentados pelo feto e no recém-nascido, em decorrência do consumo de álcool pela mãe. Dentre os sinais estão o parto prematuro, aborto, morte fetal, além de uma série de deficiências físicas, comportamentais, cognitivas, sociais e motoras. No Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) de Sinop, os números mostram que cerca de 300 pessoas estão em tratamento devido a problemas com substâncias químicas, incluindo o álcool. Deste total, 15% são mulheres.

Na visão de Edmilson Aniceto Rocha, coordenador do CAPS e psicólogo, é muito importante ter um dia para conscientizar as novas mães. “É muito interessante, porque as pessoas não têm essa consciência dos malefícios do uso de substâncias psicoativas, ou até têm, mas precisam ser sensibilizadas, precisam de um choque de realidade para se darem conta da importância da prevenção e de que a mudança de hábitos é necessária”, defende Edmilson.   

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada ano, 12 mil recém-nascidos apresentam a síndrome alcoólica fetal. No Brasil, os dados do Ministério da Saúde mostram que a estimativa de SAF é de 1 para cada 1 mil nascidos vivos, menor que o índice mundial, que é de 3 para cada 1 mil bebês. No entanto o Mistério da Saúde reconhece que esta estimativa pode estar subestimada. 
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!