Publicidade 1
Publicidade 1

Polícia prende pela 3ª vez mulher de líder de organização criminosa de roubos de veículos de MT


Polícia prende pela 3ª vez mulher de líder de organização criminosa de roubos de veículos de MT
Uma mulher envolvida em crimes de receptação de carros roubados, tráfico drogas, esposa do líder da quadrilha investigada pela Polícia Judiciária Civil, na operação “Ares Vermelho”, foi presa na manhã de quarta-feira (27/9) em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, capital de MT.
Raíssa Lorany Nascimento, 20, teve o mandado de prisão preventiva cumprido pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA). A ordem judicial foi expedida pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Várzea Grande.
A jovem, conhecida como “Mulher Marreta”, é esposa do criminoso Luciano Mariano da Silva, conhecido por “Marreta”, que foi preso na operação da Polícia Civil realizada no dia 17 de agosto, que investigou a organização criminosa articulada para práticas de crimes de roubos majorados, furtos, receptação de veículos, adulteração, falsificação de documentos, estelionatos e lavagem de dinheiro. De acordo com informações da Polícia “Marreta” é líder de uma facção criminosa responsável por pelo menos 60% do roubo de veículos na Baixada Cuiabana. Ele foi identificado pelo programa Fantástico da Rede Globo, como o líder e mentor da maioria dos roubos e furtos dos carros da cidade de Várzea Grande. O suspeito mantinha um grupo no WhatsApp, onde ordenava os crimes.
O presidiário e mais 52 pessoas foram denunciados pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), acusado de integrarem a organização criminosa “Comando Vermelho de Mato Grosso”.
Raíssa Lorany foi presa dias antes da operação Ares Vermelho com três tabletes de maconha, encontrados 1 em cima da cama e outros dois escondidos embaixo do colchão. Após ser autuada em flagrante por tráfico de drogas, e por, até então, não possuir antecedentes criminais ela foi solta em audiência de custódia, mediante uso de tornozeleira eletrônica.
No entanto, alguns dias depois, a suspeita foi presa pela Polícia Militar, por receptação de veículos roubados e, novamente colocada em liberdade. Na ocasião, a detida ameaçou e desacatou a guarnição de policiais militares.
Com os autos, a DERRFVA instruiu o procedimento e com base nas apurações ficou comprovada a participação direta de Raíssa com a organização criminosa investigada pela Polícia Civil, sendo representado pelo mandado de prisão preventiva da jovem.
Diante da ordem judicial expedida, os investigadores da DERRFVA efetuaram a prisão da suspeita no centro de Várzea Grande. Ela foi conduzida à Delegacia Especializada e será apresentada em audiência de custódia.
Marreta foi preso durante a Operação Ares Vermelho, da Polícia Civil, no dia (17) do mês passado.
Por: Centro- Oeste News
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!