Publicidade 1
Publicidade 1

Soldados que abordaram promotor serão homenageados

soldado-promotor.jpgPor  
A GazetaSecretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas, decidiu homenagear os soldados da Polícia Militar Edmilson Roberto Correa, 29, e Cenilton de Lima Braga, 24, pela conduta correta que tiveram mediante os desacatos do promotor Fábio Camilo.

“Fiz questão de parabenizar os policiais militares que conduziram essa ocorrência, como deveria ser conduzida, com toda calma, tranquilidade, controlando a situação”, disse o secretário, em entrevista à Rádio CBN. “O governador pediu para chamá-los, para parabenizá-los, porque precisamos de profissionais cada vez mais preparados. Ali era uma ação que exigia este tipo de conduta porque, se os profissionais usassem energia a mais do que a necessária, com toda certeza alguém sairia lesado”.

O soldado Edmilson, que é de Várzea Grande, mas atua em Terra Nova há 5 anos, afirma que é sempre calmo e por ser de família humilde não passou pela cabeça dele, em nenhum momento, desrespeitar o promotor, apesar de estar sendo humilhado.

Ele é filho de pai pedreiro e mãe faxineira. “Meu pai, que inclusive está passando uns dias aqui comigo, ficou orgulhoso de mim e minha mãe, um pouco envergonhada e chateada, porque o promotor humilhou o filho dela, sabe como é mãe”, lamenta o soldado, que é formado em Biologia e está cursando Educação Física. Na corporação, espera aplicar o que está aprendendo na faculdade. “Quem sabe um dia dar aula nos cursos preparatórios da PM”, planeja.

Já o soldado Cenilton, que foi criado em Araputanga (345 km a oeste de Cuiabá) e trabalha em Terra Nova desde 2015, comenta que, no dia da formatura militar, chamou os pais, que são lavradores, e fez o compromisso com eles de só agir na corporação de acordo com o que aprendeu em casa. 
“Caráter não se ensina na escola. Meus pais me ensinaram o que é honestidade e simplicidade”, agradece.

Vídeos
Quando os soldados Edmilson e Cenilton chegaram ao carro do promotor Fábio Camilo, à beira da BR-070, em Terra Nova do Norte, no sábado (1), ele de imediato os questionou se sabiam com quem estavam falando. Ao ouvir isso, Cenilton pensou rápido e resolveu filmar tudo.

“Fiz isso pela nossa segurança, porque depois ele poderia contar outra história sobre como foi nossa abordagem, porque a gente chegou de boa e ele já veio com ignorância e não respondeu ao que tínhamos perguntado e sim disse que era coronel e depois falou que era promotor, já fiquei preocupado”, argumenta.

Além dele, outras diversas testemunhas que se aglomeraram no local também filmaram a cena e os vídeos viralizaram nas redes sociais.
Para o soldado Edmilson, cursos preparatórios que fez na vida militar o ajudaram nesta ocorrência “porque, neles, testam a paciência de toda forma”.

O secretário de Segurança, Rogers Jarbas, ressalta que a conduta do cidadão Fábio Camilo não pode ser vinculada ao Ministério Público Estadual, órgão que considera "seríssimo e importante”.

"Ao que tudo indica, havia uma alteração psíquica e ele não estava agindo como promotor, mas como cidadão comum e para errar basta ser humano. Não podemos julgar porque vários tipos de profissionais praticam absurdos todos os dias. Temos é que enaltecer quem fez o certo, como nossos profissionais”.

O promotor, que está em estágio probatório, vai responder às acusações na Procuradoria Geral de Justiça. Corregedoria do órgão deu parecer contra o vitaliciamento dele, ou seja, para que não seja efetivado, e sim expulso da almejada carreira. O salário inicial de promotor é R$ 24.818,90.
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!