Publicidade 1
Publicidade 1

São Paulo 2 x 0 Palmeiras - Prass falha, e Tricolor mantém tabu de 15 anos...

O Verdão resolveu poupar alguns jogadores, jogou mal e acabou sendo punido


Por Agência Futebol Interior
São Paulo, SP, 27 (AFI) - O atacante Lucas Pratto foi o herói da vitória do São Paulo sobre o Palmeiras por 2 a 0, neste sábado, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador argentino fez um gol - chegou a nove com a camisa do clube na temporada - e deu uma assistência. O resultado ainda manteve o tabu de 15 anos do time tricolor em seu estádio sobre o rival.
DEU SONO!
O começo da partida parecia um jogo de xadrez. Os dois times iniciaram com três zagueiros, sendo que a surpresa no lado alviverde foi Felipe Melo como líbero, no meio de Mina e Juninho. Do outro lado, o trio era formado por Lucão, Maicon e Rodrigo Caio. Assim as duas equipes tinham uma formação parecida.
No primeiro bom lance do jogo, Cueva teve grande chance, mas não conseguiu controlar a bola. Só que a partir daí, nenhum chute foi em direção ao gol. O poder destrutivo dos jogadores imperava sobre o criativo e pouco se via de boas jogadas e lances de perigo. Os goleiros era meros espectadores.
Só que no ataque do São Paulo, mesmo que a bola não chegava, Lucas Pratto lutava, dava carrinho e pedia para seus companheiro se aproximarem a fim de pressionar a saída de bola do Palmeiras. O argentino, que chegou há pouco tempo no clube e já ostenta a faixa de capitão quando Lugano não está em campo, chamava a responsabilidade no clássico.
A partir da metade do primeiro tempo, o Palmeiras acertou o seu posicionamento, tinha mais posse de bola, mas não conseguia ser fatal como em outras partidas. Já o São Paulo tinha as melhores chances nas jogadas de bola parada e só aos 44 minutos obrigou Fernando Prass a fazer a sua primeira defesa no duelo, após cobrança de falta de Cueva.
São Paulo passou pelo Palmeiras neste sábado
São Paulo passou pelo Palmeiras neste sábado
SHOW DE PRATTO!
Após o intervalo, os dois treinadores mantiveram o esquema tático, sem substituições no início, mas a postura do São Paulo era um pouco mais agressiva. E foi atacando pelos dois lados, tocando a bola e tentando entrar na defesa adversária que o time da casa chegou ao gol.
Em uma jogada pela direita, Marcinho, atacante que foi escalado como ala, observou o deslocamento de Lucas Pratto e mandou para o argentino. Ele chutou no canto e contou com uma falha de Fernando Prass, que não fechou a primeira trave e sofreu o gol. A comemoração do São Paulo foi enorme.
Só que não demorou muito para o Palmeiras apertar. Até que Jucilei derrubou Jean dentro da área e o árbitro gaúcho Anderson Daronco marcou pênalti. O próprio Jean bateu para fora, desperdiçando a chance do empate.
A partir daí, o Palmeiras foi todo para cima, com quatro atacantes - Borja, Keno e Róger Guedes entraram no time na etapa final. Só que o São Paulo apostava na velocidade do time na frente e matou o jogo aos 38 minutos, quando Lucas Pratto deu o passe para Luiz Araújo marcar, em uma bola que passou por baixo de Fernando Prass.
Pouco depois, Lucas Pratto foi substituído e teve seu nome gritado no estádio pela torcida, que terminou o clássico gritando "olé".
PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o Atlético Mineiro no domingo, às 16h, no Allianz Parque. No mesmo dia e horário, o São Paulo visita a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, em Campinas.
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!