Publicidade 1
Publicidade 1

7 Métodos caseiros para saber se a mulher está grávida

Fique por dentro do que era uma realidade no passado e saiba se realmente funciona
Hoje existe uma infinidade de possibilidades de a mulher saber se está grávida, mas é claro que nem sempre foi assim. Antigamente, havia métodos caseiros aos quais as mulheres podiam recorrer para enfim saber se estavam esperando um bebê. Mas será que estes métodos são confiáveis?
Atualmente os testes encontrados em farmácia se utilizam de reação química que consegue identificar a presença do hormônio HCG, presente no corpo feminino em caso de gestação. A orientação é sempre a mesma, a mulher realiza o teste com a primeira urina do dia, que teria as maiores concentrações do hormônio em caso de gravidez. A urina em contato com a tira de teste provoca uma reação em que os anticorpos concentrados na fita captam o HCG, se o hormônio estiver presente na urina e houver a reação, haverá a liberação de cor que indicará se a mulher está grávida.
 A mulher consegue ter a certeza da gravidez a partir do décimo dia e o indicado é que realize o teste depois do mais clássico sintoma: menstruação atrasada. Hoje existem inúmeras marcas de testes que variam de preço e até mesmo de tecnologia. Até a década de 1960 não era assim, conseguir a junção da ação dos anticorpos e reação com o HCG que liberava o resultado demorou a acontecer e por isso, a realização destes testes era talvez mais imprecisa do que os testes caseiros que verá a seguir.
 criação dos testes com maior precisão foi realizada em 1972, quando finalmente foi descoberto o anticorpo que poderia reagir à presença do hormônio da gestação e, produzir a reação química que fizesse com que a mulher visse o resultado em pouquíssimo tempo.
Apenas entre as décadas de 1980 e 1990 houve melhorias significativas que finalmente trouxeram a aparência tradicional dos testes que se utilizam da fita, no qual a mulher pode manipular facilmente e ter o resultado em poucos minutos.
Quais eram os 7 métodos caseiros mais populares no passado?
1. Vinagre – No passado este era um dos métodos muito utilizados para que a mulher pudesse saber se estava mesmo grávida. Bastava colocar o vinagre em um recipiente transparente e então misturar com a urina. Se houvesse espuma ou aquela mistura mudasse de cor, era sinal de que a mulher estava grávida.
2. Água sanitária – Este era outro dos recursos populares. Bastava que a mulher urinasse em um recipiente e em seguida misturasse com um pouco de água sanitária, se houvesse alteração de cor ou se formasse bolhas, era indicativo de que estava grávida.
3. Cotonete – Este também costumava ser um método utilizado. A mulher deveria introduzir o cotonete no canal vaginal de maneira que alcançasse o colo do útero, depois precisava raspar levemente e se saísse limpo era sinal de que poderia estar grávida, porém se saísse com alguma sujeira como sangue, seria sinal de que a menstruação estaria a caminho.
4. Cloro – A ideia é a mesma do vinagre e água sanitária, misturar a urina com um pouco de cloro e aguardar, se existisse alguma reação como mudança de cor e presença de espuma poderia indicar gravidez.
5. Pasta de dente – A ideia é acrescentar um pouco da urina com um pouco de creme dental branco e se houver alteração de cor (tom azulado) ou presença de espuma, pode ser indicativo de gestação.
6. Ferver a urina – Este também era um método usado no passado. A mulher deveria ferver a urina em panela de alumínio e se houvesse a formação de uma espécie de nata, seria sinal de que uma criança estaria a caminho.
7. Agulha – Este é um teste que também é conhecido como teste marroquino, a urina deveria ficar em contato com a agulha por 8 horas e se ao final deste tempo, houvesse alteração de cor, acreditava-se que a mulher estava grávida.
Outros métodos alternativos – Outros procedimentos também costumavam ser citados como a mistura da urina com o Pinho Sol, com Coca-Cola, com álcool, entre outros. O princípio era o mesmo, em caso de quaisquer alterações, poderia ser indicativo de uma gestação.
Mas estes testes podem ser considerados confiáveis?
De acordo com o site especializado em assuntos sobre maternidade, Trocando Fraldas, os testes caseiros não possuem qualquer comprovação científica de sua eficácia, sendo assim, não poderiam ser considerados mais efetivos do que os testes de farmácia e claro, do que o teste que comprova com exatidão se uma mulher está grávida: exame de sangue beta HCG.
Estes métodos caseiros eram baseados apenas em crenças populares, não existe quaisquer evidências científicas de que tais reações de fato indiquem que a mulher esteja grávida. O ideal é que em caso de suspeita, após atraso menstrual a mulher realize o teste de farmácia e em caso de sinal de positivo, realize o exame de sangue o quanto antes. Veja a matéria – Mães devem se preocupar com doenças durante a gravidez

Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!