Publicidade 1
Publicidade 1

Obras na BR-163 e contorno viário deverão terminar somente em 2018

Obra BR 163
Obras na BR-163 devem garantir fluidez ao tráfego, afirma
o  Dnit ao Rdnews
As obras de duplicação da BR-163 e do contorno viário de Barra do Garças deverão ficar prontas somente em 2018, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit-MT). As obra estão divida em três trechos, que são divididos em três contratos diferentes. A questão foi explicada pelo superintendente substituto do Dnit, Laércio Coelho Pina, ao .
O valor total do trabalho de duplicação e manutenção desses três contratos - que estão incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal - estão estimados em R$ 925 milhões. Um total de 174 km deverão ter as pistas duplicadas para dar fluidez ao tráfego.
O primeiro trecho, de Rondonópolis até Jaciara ( que vai do km 130 até o km 190), deverá ter 60 km duplicados, sendo que o trabalho já foi realizado em 20 km. Os trabalhos no local foram retomados no final do ano passado, quando algumas drenagens no solo foram realizadas. 
No segundo trecho, de Jaciara até a Serra de São Vicente (indo do km 190 até o km 261), estão previstas a duplicação de 71 km, sendo que deste número, aproximadamente 42 km já estão prontas. Esse trecho específico, segundo o superintendente, deverá ser concluído em julho desse ano.
No terceiro trecho, que vai da Serra de São Vicente até Cuiabá (entre o km 278 e km 321), os trabalhos estão paralisados e só deverão ser retomados no mês de março ou abril. A empresa responsável pelo local foi substituída após quebra de contrato. 
As previsões de que os trechos só serão inaugurados em 2018 contrapõe os dados disponibilizados pelo mapa de gerenciamento disponível no site do Dnit. Apesar de ter sido elaborado no mês passado, o documento apresenta algumas discrepâncias em relação a posição do superintendente do Dnit.
Além da duplicação, as pistas estão sendo restauradas a partir de uma técnica chamada “white topping”. O superintendente explicou que o trabalho garante uma durabilidade maior para o solo, necessário por causa do tráfico pesado de caminhões na região.
Os trabalhos na rodovia levam o nome técnico de “adequação da capacidade das vias”. Por ser o principal corredor de escoamento do país, a BR-163 - que é cruzada pela BR-364 em um trecho próximo de Cuiabá e em Rondonópolis - está passando por obras para que as perdas econômicas por causa do tráfego intenso de caminhões sejam menores.
“Quando se tem um volume muito intenso de veículos, você começa a ter dificuldade de fluidez no tráfego. E como essas vias têm um volume predominantemente comercial, a falta de fluidez acaba gerando desperdício econômico, os caminhões não cumprem os horários e etc. Então esses trabalhos fazem com que as rodovias ganhem em mobilidade e até sem segurança, por conta das ultrapassagens”, argumentou Laércio.
Ele explicou, ainda, que os atrasos nas obras ocorreram por causa de fatores como o não cumprimento do contrato por parte de algumas empresas. Além disso, a crise econômica também fez com que os trabalhos não andassem no cronograma correto.
“O governo federal e o por conseqüência o país todo tem sofrido com dificuldades orçamentárias nos últimos anos. Isso acaba afetando o andamento das obras, por causa da redução do fluxo de recursos que vêm para o estado. No caso das empresas, assim que elas saem existe todo um trâmite novo de licitação, que demanda ainda mais tempo”, explicou.
Arquivo
Obra anel vi�rio barra do Gar�as
 Anel Viário, quando concluído, vai criar alternativa rodoviária em Barra do Garças
Após o termino das obras, os trechos trabalhados serão repassados para a concessionária Rota do Oeste, que já controla um trecho entre os municípios de Itiquira e Sinop, que tem uma extensão de 850 km.
 Cortorno viário
O superintendente explicou que as obras do contorno viário de Barra do Garças, na BR-158, estão sendo realizados em conjunto pelo Dnit e pelo governo estadual e que a previsão inicial é que a via esteja pronta em junho de 2018. O projeto está orçado em R$ 77 milhões.
O objetivo da obra é criar uma alternativa para a rodovia, que acaba passando pelo centro do município, gerando um tráfego muito intenso. A estrada foi recentemente incluída no PAC, o que segundo o superintendente possibilita aos trabalhos um pouco mais de fluidez e menos burocracia na liberação de recursos.
A segunda etapa do contorno viário foi lançado em setembro do ano passado pelo governador Pedro Taques (PSDB), que disse, à época, que estava cansado de esperar pelo término de algumas obras no Estado.
“É por isso que os políticos no Brasil têm que falar menos e fazer mais, tem que terminar as obras. A população também está de saco cheio", ressaltou na ocasião.
Por 
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!