Publicidade 1
Publicidade 1

Vereadores aprovam mandato de dois anos e eleição para fevereiro

UCMMAT
Presidente da UCMMAT, vereadora Edileuza Ribeiro, foi denunciada pelos filiados à entidade por fazer manobra e alterar estatuto para se manter na presidência, mesmo cassada pela justiça eleitoral
Em Assembleia Geral, realizada na manhã desta sexta (16), vereadores filiados a União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), aprovaram por unanimidade, por dois anos o mandato de presidente da entidade e a eleição do próximo biênio para a última quarta do mês de fevereiro de 2017.
Durante a Assembleia foram alterados outros assuntos, como a reeleição ao cargo de presidente da UCMMAT, que será por apenas uma vez. O Conselho Consultivo da instituição voltou à sua origem e terá vereadores como titulares. No estatuto anterior, o Conselho era formado por três advogados.
Posse e prazo para filiação
A data para posse da nova Mesa Diretora também foi alterada e será realizada sete dia após as eleições. Assim como o prazo de filiação, que de seis meses passou para 30 dias antes das eleições. Com ressalva, este prazo é apenas para a primeira legislatura da Mesa Diretora das Câmaras, ou seja, para este próximo biênio. Já para a segunda legislatura, vale o prazo de seis meses de filiação para ter o direito de participar do pleito eleitoral da UCMMAT.
A presidente da UCMMAT, vereadora Edileuza Ribeiro, cuja manobra - por meio de alteração do estatuto - foi denunciada pelos vereadores filiados à UCMMAT, salientou que a participação dos vereadores é importante para a administração da UCMMAT. "Foi uma Assembleia muito boa, participativa, onde os vereadores filiados puderam expor seus posicionamentos sobre vários assuntos. O mais importante, é que pensamos muito nos novos vereadores, que poderão ser candidatos e ter o direito de votar em seu representante na UCMMAT", disse a vereadora. A entidade com sede em Cuiabá, representa o legislativo municipal de todo o Estado e conta hoje com 63 Câmaras filiadas.
Edileusa se reelegeu, mas teve o registro de candidatura cassado pela Justiça por prometer casas populares durante a campanha eleitoral. Mesmo assim, a vereadora permanece na presidência da Ucmmat.  (Com Assessoria)
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!