Publicidade 1
Publicidade 1

Uma em cada três mortes é causada pelas doenças cardíacas

A falta de sintomas em problemas que podem levar ao infarto, como a isquemia silenciosa, dificulta o diagnóstico precoce
No Brasil, uma em cada três mortes é causada pelas doenças cardíacas. Além dos altos índices, o fato de demonstrarem poucos sintomas, como é o caso da isquemia silenciosa, leva a comunidade médica a priorizar a saúde do coração. Ainda mais para aquelas pessoas expostas aos fatores de risco como colesterol alto, obesidade, tabagismo, pressão alta e consumo excessivo de sal e sódio.

De acordo com o Gilmar Damin, cardiologista que integra o corpo clínico no laboratório Cedic Cedilab, as doenças isquêmicas cardíacas estão entre os problemas de coração mais comuns. “A isquemia cardíaca ocorre quando há obstruções nas artérias coronárias, geralmente causadas por placas de gordura. Isso leva a um déficit de fluxo sanguíneo para a região do miocárdio, o que impede a passagem de oxigênio e nutrientes, necessários para o bom funcionamento do órgão”, explica.

Para o médico, fica muito mais fácil detectar problemas cardíacos quando o paciente sente dor, conhecida como angina, e apresenta demais sinais claros, mas esse não é sempre o caso. “A isquemia silenciosa é diagnosticada com mais frequência durante exames de rotina. Isso porque na maioria das vezes ela não gera sintomas e comumente afeta o indivíduo quando ele está descansando, por exemplo”, esclarece o especialista.

Detecção por imagem

Dr. Gilmar destaca como um avanço no diagnóstico da isquemia silenciosa a Ressonância Magnética (RM) do Coração. Esta técnica é indicada para analisar a viabilidade do músculo do coração depois de um infarto, pesquisa de isquemia, testar a função contrátil do coração e pesquisar doenças do miocárdio em geral. “Com este exame conseguimos ver exatamente qual região do músculo do coração está sendo afetada, o local exato onde o sangue não está chegando na intensidade e quantidade que devia e, dependendo da parede ou artéria que está sendo atingida, sabemos como agir e tratar de imediato”, reforça.

O tratamento pode ser realizado por meio de medicamentos que ajudam a evitar a formação de coágulos, controle dos fatores de risco como obesidade, tabagismo e bebidas alcóolicas, ou até por procedimentos mais invasivos. “Cada caso é o caso. Mas para evitar tudo isso e manter um coração saudável, orientamos para todos uma alimentação rica em frutas e verduras, com redução de sal, açúcar e gordura. Ainda, evitar ingerir álcool, não fumar e praticar exercício regularmente”, finaliza o especialista.

Por Julia Carneiro



Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!